O GARI VAI LIDERANDO

Ainda falta muita estrada a ser percorrida no rumo das urnas das eleições de 2022, porém tomando como base as pesquisas um nome saiu na frente e continua na dianteira. Essa corrida diz respeito a única vaga no senado federal para o Rio Grande do Norte e, um ex-ocupante vai ladrilhando o caminho da volta, Garibaldi Alves Filho (MDB), o “Gari”. Nas últimas pesquisas realizadas por diferentes institutos, ele aparece como a principal preferência do eleitor potiguar.

É um nome forte e, usando um adágio do futebol, é o candidato a ser batido pela concorrência nesse momento pré-eleitoral. Além do líder Gari, também aparecem nas pesquisas o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT) ao lado dos ministros do governo Bolsonaro, Fabio Faria e Rogério Marinho (PSD), seguidos por Rafael Mota (PSB) e Jean Paul Prates (PT), esse último atual senador pelo RN. Reforçando que esse é o quadro de momento, porém a permanecer assim nos primeiros meses do próximo ano, dificilmente o quadro muda.


NÍVEL NÃO RECOMENDÁVEL

O que dirão alguns envolvidos na última eleição da OAB, mais especificamente em Mossoró e no cenário potiguar, quando a eleição literalmente partidária chegar e o acirramento levar a situações, digamos, não recomendáveis? Eu respondo: Não dirão nada. O motivo é simples, também baixaram o nível da disputa com notícias falsas e até tentaram separar candidatos para merecer o voto pelo número de processos que esse tenha em seu escritório. Isso tem nome: preconceito, ou seja, exclusão descarada. Principalmente quando lembramos dos advogados em início de carreira.

O gestor se mede pela sua competência administrativa, ética e bom caráter para se relacionar com seus representados. Como jornalista e radialista já entrevistei presidenciáveis, presidente da República, artistas famosos, religiosos de destaque no cenário nacional e até bandido perigoso preso ou foragido. E isso não me faz superior aos bons profissionais que estão em início de carreira na comunicação. Infelizmente a última eleição na OAB, e não generalizando, foi um péssimo exemplo que extrapolou o direito democrático do debate que deveria ficar apenas no campo das ideias. É o que penso, e logo escrevo.

POTIGUAR ARRUMA A CASA

Como foi anunciado aqui mesmo no portalrorn.com, o Campeonato Estadual 2022 tem a previsão de largada para o dia 9 de janeiro. Sendo assim, o tempo é curto para montar elenco, comissão técnica e, paralelamente, começar a fase de atividades físicas e com bola. Sabendo disso a diretoria do Potiguar de Mossoró corre para arrumar a casa. Além do acerto com alguns jogadores, também já tem treinador, Joel Cornelli.

Como disse o próprio técnico em um vídeo, a missão é difícil porém poderá render bons frutos se existir um esforço comum entre treinador, jogadores, diretoria e torcida. Que seja bem-vindo a cidade de Mossoró e ao futebol do Rio Grande do Norte. E que consiga também realizar um bom trabalho, para a felicidade da torcida do Time Macho. Nos últimos dias, além do treinador, a direção do alvirrubro também anunciou alguns jogadores que devem somar com atletas das divisões de base do clube que já estão em atividade.

REITORA NA TRIBUNA

A Tribuna Popular, espaço na Câmara Municipal de Mossoró para ser utilizado por qualquer pessoa antes das sessões ordinárias, recebeu na última semana a visita da reitora da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, Cicília Maia.  Na oportunidade ela foi apresentar uma proposta de parceria entre o Poder Legislativo mossoroense e a Uern. A ideia, de acordo com Cicília, é utilizar emendas impositivas para financiar o Programa Acolhe, desenvolvido pela Uern.

Pelo programa, serviços sociais, de saúde e educacionais seriam oferecidos para a população mossoroense. Como exemplo de êxito, Cicília citou uma parceria entre a Câmara e a Universidade, durante o primeiro ano da pandemia. Uma ideia simples, enviando informações sobre a prevenção à Covid-19 para a população, através de carros de som. Outras ações já desenvolvidas pela Uern e que auxiliam a sociedade mossoroense são o Consultório na Rua, em parceria com a Prefeitura de Mossoró, que leva atendimento a pessoas em situação de rua, o Programa Mais Primaveras, voltado para meninas entre 12 e 19 anos, que engravidam e o Consultório LGBT. Os vereadores gostaram da ideia e prometeram engajamento para que a parceria aconteça. (Com informações da Diretoria de Comunicação da CMM).

NOVA EMPRESA CHEGANDO

Um assunto bom é falar na geração de emprego e renda. E esse agora é o foco. Mossoró vai receber mais uma empresa de grande porte, a ABG Mineração, que pertence ao Grupo Cementos de La Uniõn, com sede na Espanha, mais precisamente na cidade de Valência. Com previsão de gerar algo superior aos 1.300 empregos, essa empresa pretende investir em Mossoró o valor de R$ 1,5 bilhão na extração do calcário, principal matéria-prima para a produção do cimento. Que os anjos digam amém!

O novo empreendimento em solo mossoroense vai se localizar na zona rural, na área do Sítio Hipólito, nas proximidades do quilômetro setenta (KM-70) da BR-304, saída para Natal no sentido Assú. No local já foi adquirido 800 hectares de área de jazida, espaço de construção da usina que representará a entrada da empresa espanhola no Brasil. Questões ligadas a licença ambiental e apoio nos incentivos fiscais por parte dos governos do estado e do município, já foram devidamente acertadas. Sendo assim, mãos à obra e sucesso na empreitada.

MUDANÇA E CONFUSÃO

A fase de transição entre a saída do Bolsa Família e a chegada do Auxílio Brasil tem gerado uma grande confusão. Digno de uma lata com 150 siri ou um balaio de gato, pense do problemão.  Muita gente ficou de fora precisando passar por uma revisão exigida pelo governo federal, ou seja, famílias inteiras pelo Brasil afora provavelmente ficou sem uma fonte de renda. É preciso que esse processo de readequação seja mais célere e assim fazer chegar o benefício aos que realmente precisam.

E tem mais, a confusão não envolve somente aqueles que ficaram de fora, mesmo que de forma temporária. Atingiu também até mesmo aos que continuaram recebendo. Aqui a questão diz respeito ao valor. Por exemplo: quem recebia R$ 200,00 ou R$300,00 e quando chegou na boca do caixa viu apenas uma nota de 100. A reação é imediata: só isso! Enfim, vamos ficar na torcida para que seja apenas um processo de transição e, logo nos próximos meses a situação se estabilize e, repito, quem realmente precisa possa receber esse auxílio. Claro, já tem gente aproveitando e, com textos capciosos, tentando tirar algum proveito político da situação, afinal, teremos eleições no próximo ano.

MENSAGEM

“Tudo que você precisa fazer é mover as pessoas só um pouquinho para mudanças acontecerem. Não precisa ser algo enorme”.

Viola Davis

UM PASSO DE CADA VEZ

Depois da garantia da consignação do canal 20, a TV Câmara Mossoró avançou mais um passo no sentido de operar em sinal aberto. Acaba de conseguir o apoio para obtenção de transmissor e antena digital. A garantia foi dada pela diretoria da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) ao presidente da Câmara Municipal, Lawrence Amorim (Solidariedade), em audiência que aconteceu em Brasília (DF). Na reunião, o diretor-presidente da EBC, Glen Valente, e o diretor-geral da empresa, Roni Baksys, informaram sobre a licitação em andamento para compra de transmissores. Entre os quais, está o de Mossoró. A expectativa é que o equipamento seja instalado na TV Câmara em seis meses.

Em paralelo a esse procedimento algumas medidas já estão sendo adotadas. Em uma delas o presidente Lawrence Amorim confirma que continuará avançando na formalização do convênio com a EBC e no licenciamento na Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), para que a TV Câmara Mossoró inicie operação em sinal aberto, como retransmissora da TV Brasil. Outra providência em andamento é a montagem da nova programação da emissora. Para isso, além de horários e programas, a direção já negocia com profissionais que ficarão responsáveis pela apresentação. Um passo de cada vez.

COMPLEXO VIÁRIO DOS ABOLIÇÕES

Depois de muita luta, finalmente parece que a novela terá um desfecho positivo. A questão aqui diz respeito a conclusão do complexo viário dos abolições em Mossoró-RN. Aquilo que deveria existir já no projeto original, iluminação e passarela, continua sendo o grande gargalo da obra. Porém, depois de uma série de visitas de vereadores e outras autoridades a Brasília, parece que agora a promessa tem prazo certo no sentido de projetar, executar e concluir o serviço.

Esse é um problema que realmente precisa ser resolvido, afinal o complexo cruza boa parte da cidade e, dos dois lados, existem pessoas que precisam trafegar. A falta de passarela, por exemplo, coloca em risco a vida de pedestres. Além das residências, existem algumas empresas no trecho e os trabalhadores enfrentam dificuldades no acesso. Por sua vez, agora chegando no período da noite, esse perigo aumenta com a escuridão. A promessa agora é de que, nos próximos meses passarelas serão colocadas e o complexo será iluminado. Aguaremos.

RETORNO FORÇADO

Pelos comentários não foi muito do agrado das autoridades municipais, porém, devido a intervenção do Ministério Público, as aulas presenciais estão sendo retomadas em Mossoró-RN. Tomando como base uma entrevista que ouvi de uma representante da secretaria de educação da prefeitura, a ideia seria retomar esse processo somente no próximo ano. Porém, depois de acordo firmado na justiça, a turminha retorna as salas de aula ainda em 2021.

E será um retorno corrido, pois existe a informação que logo nos próximos dias terá início o período de férias. Isso representa trabalho dobrado para os professores e maior empenho dos alunos e seus familiares, afinal, ninguém pode garantir, que as aulas remotas tenham atingido o planejamento adequado no processo de aprendizagem. Será preciso um trabalho de reforço e recuperação para diminuir os prejuízos da mudança no período mais difícil da pandemia da Covid-19.


DICA LEGAL – NÃO GOSTEI DO PRODUTO

Pensamos ser algo difícil de acontecer, porém acontece do consumidor querer saber se poderá devolver um produto que comprou recentemente porque não gostou. É comum comprar algo que não era necessário e acontecer o arrependimento pelo fato de não haver gostado. Cuidado, pois se o produto não apresenta problema ou algum tipo de defeito, aquele que forneceu não é obrigado nem mesmo a trocar por outro e, pior ainda, também não se obriga a devolver o valor pago. Se a situação é essa, “morreu Maria Preá”, ou a “Inês é Morta”.

Talvez, no caso acima, o consumidor estaria pensando no direito ao arrependimento, previsto no artigo 49 do Código de Defesa do Consumidor (CDC), quando se tem o prazo de sete dias contados do recebimento do produto para se arrepender e ter o dinheiro eventualmente pago, devolvido inclusive com correção monetária. Antes terá que observar o seguinte detalhe: o direito de arredamento só é aplicável às compras feitas fora do estabelecimento comercial, tipo, internet, catálogo, por telefone entre outros meios. Se ligue na dica do artigo 49 e o parágrafo único do CDC e, boas compras.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support