No salão branco do STF a coisa pode ficar preta

Usando apenas como uma expressão do tipo, “o bicho vai pegar” ou “o tempo fechou” para dizer que a confusão foi formada é que recorro ao dito popular que diz assim “a coisa pode ficar preta no salão branco do Supremo Tribunal Federal”. Isso depois que o antigo Procurador-Geral da República Rodrigo Janod divulgou que já foi a uma sessão da Corte, estilo Django, com arma na cintura para resolver pendengas com o ministro Gilmar Mendes na base da bala. Sem direito a desafio ao duelo, na base do premeditado, na espreita mesmo.

Lá no supremo existe um tal de Salão Branco que oferece acesso aos ministros sem a necessidade de passar pelo detector de metal e, pelo ocorrido, observa-se se tratar de um grande erro. Enquanto vigiam as pessoas que vão ao STF pela porta da frente, incluindo os advogados que irão assistir ou atuar, o perigo ou, a “coisa pode ficar preta” pelo acesso no Salão Branco. Preocupada com a situação a Ordem dos Advogados do Brasil já solicitou que a revista, via detector de metal, seja para todos. O que aliás poderia também acontecer a partir da primeira instância.

Em tempo: Só lembrando a referência que fiz “Django” era personagem de um filme de faroeste, Em 1967, com um nome, digamos, bem sugestivo, foi lançado – DJANGO VEM PARA MATAR.

O PODER CONTRA O PODER

Quem, onde e quando terá força, coragem e determinação para enfrentar o problema entre os poderes constituídos nos municípios e no Estado, no caso específico do Rio Grande do Norte em relação aos danos causados nas ruas e avenidas das cidades? Falo a rua ou avenida que é calçada ou asfaltada em um dia pela prefeitura e no outro chega o Estado, através, por exemplo, da Companhia de Águas e Esgotos, cava tudo e não recupera. Quando isso acontece é quase sempre de maneira inadequada.

Observa-se então que é uma batalha do poder contra o poder. Resta saber quem vai meter a colher no angu. É incrível como o ato é recorrente, muitos reclamam, porém ninguém consegue encontrar uma solução definitiva. E pelas observações feitas além fronteiras potiguares o caso se repete em outras unidades da federação. Só para registro, o acesso ao conjunto Santa Delmira, zona leste de Mossoró, era perfeito. Andaram fazendo um serviço, cavaram, danificaram o asfalto e, depois de muitas queixas fizeram um arrumadinho que tem a alcunha de recuperação. Ficou horrível.

MANDATO RENOVADO NO POTIGUAR

Fim do “conclave” a fumaça alvirrubra foi lançada para anunciar habemus presidente no Potiguar. Assim foi dado o primeiro passo no clube mossoroense para mais uma disputa de Campeonato Estadual e, também na temporada 2020, o Time Macho retorna ao cenário nacional participando também do Campeonato Brasileiro da Série D. Sendo assim teremos ano cheio para o futebol mossoroense com o próprio Potiguar e o rival Baraúnas que no segundo semestre deverá disputar o acesso a divisão principal do certame estadual.

Mas, voltando a composição administrativa do time Príncipe, mais uma vez o bancário Benjamin Machado, por aclamação, assume a presidência da agremiação. Antes do time entrar em campo é torcer no sentido de que a diretoria consiga os parceiros que possam viabilizar a montagem de um bom time e um plantel capaz de disputar de forma positiva as duas competições. Votos de sucesso aos que fazem o Potiguar.

EU NÃO ENTENDI E NÃO CONSIGO ENTENDER

Na época, quando vi a interrupção do trabalho nas imediações com conjunto Redenção, confesso que não entendi nada e hoje, revendo a situação, não consigo entender o motivo pelo qual não seguiram com a duplicação da BR-304 até a rotatória na saída para Tibau/Fortaleza. Amigos, é uma verdadeira marmota e falta de prestígio político dos nossos representantes. Aqui incluindo nós, o povo, que silenciosos acompanhamos tudo.

Nos resta mesmo que de forma tardia, ou não, registrar a queixa aqui no portal do rn, quem sabe, alguma porta possa se abrir. Os vereadores de Mossoró já tentaram um reparo indo a Brasília reivindicar passarelas, outro problemão deixado na obra que considero inacabada, porém receberam como resposta não haver nenhum projeto neste sentido. Mais uma vez ficamos sem entender como se projeta uma obra desta envergadura, cruzando o perímetro urbano de uma cidade de porte médio e não se pensa nos pedestres. Eu não entendi e não consegue entender.

SEJA PRESENTE ANTES, DURANTE E DEPOIS

Muito bacana essa campanha do Setembro Amarelo falando sobre prevenção ao suicídio, afinal o assunto é extremamente sério e precisa fazer parte do nosso cotidiano a sua discussão. Como disse, precisa fazer parte de uma discussão diária. Infelizmente é comum observar um bom empenho durante determinadas campanhas, porém a coisa parece muito resumida ao seu período de duração. Assim, eu digo, precisamos ser presentes antes, durante e depois da campanha.

De nada vai adiantar você se empenhar agora e depois de fechadas as cortinas da campanha não apresentar sequer um voto de bom dia ao companheiro de trabalho e até mesmo ao desconhecido com quem cruza pelas ruas ou no corredor de algum prédio. Aquela carona amiga ao vizinho, mesmo que não exista uma amizade definida. De nada vai adiantar ficar preso as frases feitas que norteiam esse tipo de campanha se você não souber transformar em hábito a preocupação e o respeito pelo próximo. Pense nisso!

MENOS SETE MILHÕES DE REAIS

A governadora Fátima Bezerra assinou um decreto que isenta da cobrança de impostos aquelas empresas que demonstrarem interesse de se instalar no Rio Grande do Norte. O ato, aparentemente positivo na guerra fiscal que envolve os estados brasileiros, na verdade poderá gerar grandes prejuízos para os cofres dos municípios. A avaliação é do vereador mossoroense Francisco Carlos (PP) citando que igual projeto foi implementado em Pernambuco, porém com item diferenciado para os municípios, ou seja, incidindo a isenção apenas na parte que confere ao Estado.

De acordo com o vereador, que inclusive propôs o envio de um documento a governadora para rever sua posição, somente o município de Mossoró terá prejuízo certo perdendo uma soma superior aos sete milhões de reais. Realmente, se confirmada essa situação, a pancada no lombo mossoroense é injusta, pois se estaria atirando com pólvora alheia. No caso a imposição feita pelo governo estadual. Alô professora, vamos estudar melhor a situação e garantir um dez na prova final. Por enquanto vale cinco.

 

MENSAGEM

“Setembro amarelo: Você não está sozinho. Falar é a melhor solução”.

CAMPANHA DE PREVENÇÃO AO SUICÍDIO.

DIRETORIAS, JOGADORES E TREINADORES

Ambiente conturbado em alguns clubes do futebol brasileiro que insistem manter dirigentes irresponsáveis, jogadores aposentados em atividade e treinadores ultrapassados ou ainda em formação. O resumo da ópera: muita confusão. Simplesmente ridícula a cena do jogador Ganso sendo substituído e, por isso, deixou o campo chamando o treinador Oswaldo Oliveira de burro e, por sua vez, esse reage mostrando o dedo em gesto obsceno. Já no Cruzeiro o atleta Thiago Neves ao lado de Fred e Dedé montaram um esquema que derrubou o técnico Rogério Ceni.

No São Paulo, sem muita produção, o treinador Cuca, chamado de “cabelo de boneca” pede demissão. Afinal, como ficam os dirigentes em meio a isso tudo? Como sempre fazendo besteira na administração e depois fazendo média com o torcedor que reclama. No quadro geral é isso que acontece com os clubes brasileiros. Estão repletos de dirigentes irresponsáveis, treinadores que não dão mais nenhuma liga e jogadores, já passando o tempo de aposentar insistindo em jogar recebendo salários milionários e não rendendo um centavo em campo. A história de clubes como Fluminense e Cruzeiro vai sendo jogada na lama.

ESMARN OESTE, SUCESSO NO LANÇAMENTO

Em solenidade prestigiada pela sociedade potiguar, foi lançada na sexta-feira, 27, em Mossoró a pedra fundamental de construção da sede regional da Escola de Magistratura do Rio Grande do Norte – Esmarn Oeste. O sucesso do evento, além da importância da escola, pode ser conferido em particular ao excelente relacionamento que possui na cidade e no estado o desembargar Saraiva Sobrinho.

Em sua fala de agradecimento o desembargador fez questão de registrar seu carinho pela cidade de Mossoró, lembrando o período em que presidiu o Tribunal do Juri em parceria com a sociedade. Segundo o desembargador Saraiva Sobrinho, a forma como o tribunal era conduzido por ele serviu para mostrar que o juiz é uma pessoa comum e não um “Deus” como alguns podem pensar. Pura verdade. No mais, parabéns pelo sucesso do evento.

CUIDANDO DA PROCEDÊNCIA DOS ALIMENTOS

De Areia Branca nos chega a informação de que a secretaria de agricultura do município tem se preocupado com a qualidade do alimento comercializado no município. Para isso uma equipe se deslocou até Mossoró para conhecer o programa local denominado SIM – Serviço de Inspeção Municipal com o objetivo de também implantar na Salinésia.

Esse controle, implantado em Mossoró pela Gerência Executiva da Agricultura, traz outros benefícios para o produtor e a comunidade além de um alimento de boa procedência. Em Areia Branca, por exemplo, vai facilitar a negociação dos produtos da agricultura familiar e também oriundos da pesca para que seja comercializado diretamente com os órgãos governamentais. Bela iniciativa.

O ADVOGADO É ESSENCIAL

Muita gente ainda busca informações na internet sobre seus direitos e passam, na linha do achismo, a interpretar que pode resolver tudo sozinho. Até pessoas ditas esclarecidas enveredam por este caminho e, por puro engano, tentam esquecer o quanto é essencial a presença de um advogado em suas lides. Vejam o que diz o artigo 133 da Constituição Federal: “O advogado é indispensável à administração da justiça, sendo inviolável por seus atos e manifestações no exercício da profissão, nos limites da lei”.

A primeira parte do artigo serve para um alerta geral e em seguida, em seu fechamento, um lembrete legal as autoridades que insistem, em alguns casos, na imposição de barreiras as prerrogativas da categoria. Enfim, como sempre fechamos nossa conversa aqui no Portal do RN, deixando uma dica daquilo que traz o ordenamento desse país de dimensão continental. Até a próxima.

Notícias semelhantes