Nas ruas hoje e nas urnas amanhã

Embora tenham sido registrados excessos de todos os lados, mesmo assim ainda considero como exercício pleno da democracia o direito de ir as ruas lutar por aquilo que se acredita. É muito mais civilizado do que ficar nas redes sociais trocando agressões, baixando o nível do debate. Quem tiver fôlego e armas democráticas em forma de argumentos para o debate, que faça o mesmo, vão as ruas mandar o seu recado.

Feito isso, qual seria o passo seguinte? E eu respondo: colocar em julgamento a sua tese disputando o voto nas urnas. Isso sim é o verdadeiro exercício da democracia. E aqui vai um desejo, um sonho que beira a utopia, ou seja, que os resultados das urnas sejam respeitados. Se faça oposição aos vencedores, e não campanha cotidiana para desacreditá-lo e derruba-lo sem o exercício do voto. “Água mole em pedra dura tanto bate até que fura”. Quem sabe um dia.


FRENTE PARLAMENTAR DE TURISMO

Fomentar o setor de turismo após período mais grave da pandemia. Essa é a proposta central para recuperar os serviços de hotéis, pousadas, bares, restaurantes e similares. Para antecipar as discussões a Câmara Municipal de Mossoró criou a Frente Parlamentar em Defesa do Turismo. Como foi o responsável pela proposta, o vereador Genilson Alves (Pros), foi escolhido em comum acordo entre seus pares para o cargo de presidente. O vice será o vereador Cabo Tony Fernandes (SD), ficando a vereadora Larissa Rosado (PSDB) na condição de secretária.

Embora criada e compostas por vereadores mossoroenses, a proposta da frente é de buscar projetos e recursos para estimular o turismo regional, já que existem diferentes atrações entre Mossoró e cidades da região Oeste. Para atrair o interesse pelo turismo regional a Frente Parlamentar promoverá encontros e discussões dentro e fora do Rio Grande do Norte. A proposta é de aproveitar ao máximo as riquezas da região no setor de cultura, história e recursos naturais. Poderão participar da frente qualquer vereador interessado, os três nomes eleitos atuarão na organização dos eventos e contatos.

PORTAS FECHADAS PARA O BRASIL

E a farra do noticiário nacional agora é a tal CPI da Covid. Alguns já estão chamado de “caça às bruxas”, e confesso, acompanhando algumas das perguntas percebe-se bem o direcionamento. Buscando informações no noticiário internacional percebe-se também que o Brasil é o único país que, ao invés de concentrar tudo no combate a pandemia, desvia a atenção para uma CPI.

Enquanto isso o imagem do país vai descendo pelo ralo. Para se ter uma ideia da situação, hoje o brasileiro é impedido até mesmo de entrar na Nigéria. Isso mesmo, o país africano não permite nossa entrada devido as notícias negativas que chegam do descontrole no combate a pandemia. E esse descontrole tem nome, politicagem. A turma subiu no palanque e o foco é a eleição de 2022.

O MIMIMI DA FALTA DE OPORTUNIDADE

A medida que cresce a criminalidade, não é raro ouvir discursos de que, jovens estão entrando para o mundo do crime e estão sendo abatidos por falta de oportunidades. Realmente seria interessante que a geração de emprego fosse farta e não quase em falta, porém repetir esse, usando também o termo da moda, mimimi da falta de oportunidade, não é o mais correto. Em boa parte dos casos, se não for a maioria, a questão não é falta de oportunidade e sim falta de caráter mesmo.

Esse espaço aqui seria pequeno para enumerar as vezes em que jovens bem aquinhoados optam pelo mundo do crime. Muitos deles, inclusive, começam a cometer suas infrações ainda quando estão estudando em uma boa escola. Conheço inclusive vários exemplos de alunos de boas escolas particulares, família organizada e, mesmo assim, preferiu, como diz o ditado popular – não prestar. Então, pé no freio com essa conversa de falta de oportunidade. A linha é ténue, muito delicada.

AUTISMO E OS PLANOS DE SAÚDE

Absurdo, enquanto o Comitê Olímpico Internacional, no desespero de manter os jogos no Japão, anuncia a compra de vacina para os atletas de todos os países participantes, pelo mundo afora as pessoas enfrentam sérias dificuldades para garantir o mínimo de assistência médica. Um bom exemplo é o caso das famílias em Mossoró que tem autista em casa e, mesmo pagando plano de saúde, encontram dificuldades para seguir com o tratamento. Incluindo aqui também a assistência pública, através do SUS.

Tem pais, para não perder a sequência do tratamento, pagam consultas particulares, porém em seguida estão encontrando nova dificuldade, desta vez para ser ressarcido pelo plano de saúde. Algumas mães tem procurado o Ministério Público, outros pais entram com ações individuais, porém tudo isso só faz aumentar os gastos. Um alento surgiu com a informação de que a prefeitura de Mossoró deverá disponibilizar dois profissionais, um neurologista e um psiquiatra infantil, para atendimento a partir deste mês.

BARES E RESTAURANTES SÃO SERVIÇOS ESSENCIAIS

Se quiser tomar uma sem maiores preocupações em tempo de pandemia, bastando apenas seguir um protocolo mais brando previamente estabelecido, é só tomar o rumo de Natal. Na capital de todos os potiguares a Câmara Municipal aprovou um projeto de lei tornando bares, restaurantes e similares, ou seja, o boteco da esquina e o espetinho da praça, serviços essenciais. A turma da birita fez a festa.

Claro, até o fechamento desta nota ainda não havia uma posição do prefeito Álvaro Dias que poderá sancionar ou não. Aliás, caso o prefeito não sancione, esse papel pode ser assumido pelo presidente do próprio legislativo municipal. Só falta agora um movimento nas ruas da capital com faixas e gritos dizendo: “Biriteiros unidos jamais serão vencidos!”. Vamos à luta coleguinhas.

MENSASGEM

“Liberdade é pouco. O que eu desejo ainda não tem nome”.

Clarice Lispector

LITERALMENTE ENTREGUES AS MOSCAS

O tempo passa, o tempo e as moscas voam na Pousada das Thermas em Mossoró e nada é feito para acabar com elas que seguem numa boa. Os anos vão passando e as moscas continuam tirando o sossego e a saúde dos seus moradores. Já se passaram cinco anos da entrada de uma Ação Civil Pública e, apesar da decisão que determinou a limpeza a cada três dias para evitar que as lavas proliferem, a granja existente na comunidade segue funcionando sem maiores problemas e, de acordo com os moradores, sem providenciar a tal limpeza.

Os moradores não sabem mais o que fazer. Denúncias na imprensa, a busca pelo judiciário e, nenhuma providência concreta é vista. O local segue infestado de moscas, impedindo até mesmo o simples direito da família se reunir a mesa e fazer a sua refeição. É preciso se esconder, gastar litros e litros de água sanitária para tentar um alívio momentâneo. E aquelas famílias que não podem sequer gastar um litro do produto, como ficam? Os anos passam e os moradores da Pousada das Thermas em Mossoró seguem, literalmente, entregues as moscas.

EU NÃO QUERO VACINA DA COVID-19

O que você acha de quem diz, eu não quero vacina da Covid-19? Calma, não sou eu, ainda estou esperando minha vez e tomarei sim a vacina contra o novo coronavirus. Essa reação foi do presidente do Fluminense do Rio de Janeiro, Mário Bittencourt, e com toda razão. Ele teria dado essa declaração  ao saber que a Confederação Sul-Americana de Futebol, mais conhecida pelo acrônimo Conmebol, pretende comprar vacina para os atletas que disputam as competições da entidade.

E o Fluminense se encontra na relação dos beneficiados. No entanto, o dirigente do clube brasileiro disse que não acha justo tanta gente precisando ser vacinada, antecipar a vacina de atletas que fazem testes com frequência. Somente para o seu jogo do dia 06 na Libertadores, foram 04 testes. Tem razão o cartola carioca, tem gente em situação de maior vulnerabilidade precisando ser vacinada. O atleta, caso seja testado positivo, tem chance de melhor reação e tratamento.

TIBAU, ESCOAMENTO GARANTIDO

O trabalho preventivo realizado pela equipe da Secretária Municipal de Obras e Serviços Públicos (SEMOS), da prefeitura de Tibau, rendeu resultados positivos. Apesar das chuvas que começaram a banhar o município que faz fronteira com o estado do Ceará, nenhum problema mais grave foi detectado. Apenas questões pontuais que podem ser solucionadas nos momentos de estiagem.

Aproveito o momento de reconhecimento para deixar uma dica. O material utilizado que sobrou nas ruas que estão sendo calçadas pela prefeitura, bem que poderiam ser retirados de imediato. Quando vem a chuva muitos ficam espalhados pelas ruas devido a água que arrasta. Termina até atrapalhando o bom trabalho feito pelo município ao calçar suas artérias. No mais, reforçando, a limpeza de bueiros e esgotos deixou a população tranquila para receber o período chuvoso.


DICA LEGAL – ESTADO DE NECESSIDADE

Você sabia que alguém pode praticar uma conduta ilícita e não ser punido por isso? A nossa dica legal vai tratar um pouco do tema apresentando o amparo legal e também exemplos de quando isso acontece. Quem descreve a figura do estado de necessidade é o Código Penal, isso lá no seu artigo 24. Que diz: Considera-se em estado de necessidade quem pratica o fato para salvar de perigo atual, que não provocou por sua vontade, nem podia de outro modo evitar, direito próprio ou alheio, cujo sacrifício, nas circunstâncias, não era razoável exigir-se.

Os exemplos são muitos. Tem aquele que diz assim, o marido para salvar a esposa, dirige o veículo, mesmo sem habilitação, para levá-la ao hospital. Uma mãe com 5 filhos que estão há tempo sem comer nada e então, ela sai e rouba comida. Certa vez, na faculdade, ouvi um exemplo mais radical onde um navio afunda e a única boia que tem não suporta os dois sobreviventes, e pior, não sabem nadar. Um, agindo mais rápido, empurra o outro que morre afogado. Eis um pouco do estado de necessidade que não podia evitar, sacrificando assim um bem jurídico de menor ou igual valor para preservar outro.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...