Educação

Mestrado em História da UERN abre inscrições para processo seletivo

Interessados terão de 15 de agosto a 29 de setembro para confirmar interesse por uma das 18 vagas ofertadas

Começam hoje 15/8, as inscrições ao Exame Nacional de Acesso 2020 ao Mestrado Profissional em Ensino de História, curso presencial, com oferta simultânea nacional, coordenado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) participa do programa e está ofertando, nesta primeira seleção, 18 vagas.

As inscrições seguem até 29 de setembro, e são feitas pela internet. Pelo fato de ser um programa de âmbito nacional, as inscrições são realizadas no site da UFRJ, no endereço eletrônico https://www.vestibular.uerj.br. A prova será aplicada dia 20 de outubro. Em Mossoró, será no auditório da Faculdade de Filosofia e Ciências Sociais (FAFIC/UERN). O início das aulas (que acontecerão às sextas-feiras à noite, e aos sábados, manhã e tarde), está previsto para março de 2020.

O Mestrado Profissional em Ensino de História é oferecido por meio do ProfHistória, Programa de pós-graduação stricto sensu em Ensino de História, reconhecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) do Ministério da Educação, visa à formação continuada do docente em História que atua na Educação Básica, propiciando qualificação certificada para o exercício da profissão.

Por se tratar de um mestrado profissional, o PROFHISTORIA exige de seus interessados que sejam portadores de diploma de curso superior de licenciatura, devidamente registrado no Ministério da Educação; e atuem como professor de História em qualquer ano da Educação Básica.

No site www.profhistoria.uerj.br, estão disponíveis o edital completo; o cronograma; os conteúdos programáticos e um anexo específico sobre as cotas, definidas por cada uma das instituições de ensino superior (IES), inclusive da UERN.

O programa oferece 30% de bolsas do total de vagas, destinadas aos candidatos que estejam em efetivo exercício da docência na rede pública de ensino básico e terem sido aprovados no estágio probatório.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...