Praia de São Cristóvão

Litoral da Costa Branca sedia acampamento neste final de semana

2º Atlântico Surf Camping explorará novas vivências

A praia de São Cristóvão, em Areia Branca, sediará neste final de semana o 2º Atlântico Surf Camping. O acampamento terá oficinas, vivências, momentos culturais, dinâmicas e outras atividades que acontecem a partir desta sexta-feira (19/7), e segue até domingo (21/7). As inscrições podem ser feitas clicando AQUI. Segundo a organização, 70% das vagas já foram preenchidas.

O Atlântico Surf Camp é um encontro cultural pensado de forma coletiva por pessoas e para pessoas que querem vivenciar experiências ligadas à interação com a natureza, um espaço construído para explorar novos aprendizados e vivências, segundo o coletivo organizador do evento.

A iniciativa surgiu em 2018, no conceito de um evento diferente, mais natural, colaborativo, voluntário, de mais interação e união entre todos os presentes, participantes e construtores. E a partir dessa ideia ocorreu a primeira edição do Atlântico Surf Camping, de 21 a 23 de julho, na paradisíaca praia de São Cristóvão (região da Costa Branca).

Participantes relatam que, naquela oportunidade, foi possível tornar dias aparentemente normais em momentos mágicos de colaboração e vivências. O sentimento de gratidão e de missão cumprida podia ser visto em cada rosto presente, todos vibrando boas energias. É essa atmosfera que se pretende repetir na edição de 2019, de forma aperfeiçoada.

Programação

A abertura do evento será na sexta-feira (19/7), ás 16h, com a montagem do acampamento, seguido de vivências no pôr do sol, roda de coco, jantar e ciranda de roda. Sábado (20/7), das 6h às 21h30, haverá vivência café da manhã; vivências Na força dos tambores; dinâmica corporal; Olhem para a África; Veganismo, pontos positivos e desafios.

Ainda no sábado, após o almoço, ocorrerá roda de conversa sobre políticas antiproibicionistas; situação da fauna marinha do RN; serpentes: quebrando tabu; oficina de Jardinagem; dragqueen montada; jantar; roda de rapé; maculelê e samba de roda.

O evento continuará no domingo, das 7h às 18h, com café da manhã; aplicação de reiki; momento do sagrado feminino; almoço; arte de rua como trabalho; oficina de pandeiro; capoeira; mini motorhome e encerramento, com manifestações artísticas no pôr do Sol.

Como a ideia é proporcionar algo mais agradável para os participantes, nessa segunda edição, foi limitado o número de inscrições para 100 participantes. Para acampar, é necessário está devidamente inscrito.