LIMPEZA

Tenho apenas uma esperança que a corrupção que campeia em todo o país, em todos os poderes, em quase todas as instituições, seja minimizada: a partir das eleições do próximo ano. Minha esperança maior não advém tão somente da nossa liberdade de escolher aquele(a) que mais se aproxima dos nossos ideais. A luz que observo é que as eleições sejam ganhas por quem não tenha comprado voto. Se continuarem sendo eleitos os de sempre (em sua grande maioria comprando votos) ou outros por meio desse mesmo expediente, nada mudará. Portanto, parece uma afirmação simplória, mas é a mais pura verdade: enquanto os mandatos continuarem sendo comprados, continuaremos padecendo desse grande mal que é a corrupção. Deveríamos escolher nossos representantes e não vender nossa escolha. Assim procedendo, somos tão corruptos quanto quem colocamos lá. E tão culpados quanto eles. A mudança deve partir de nós. Não só na escolha, mas e sobretudo na forma como escolhemos: espontânea, sem vício, sem venda, sem troca, sem interesse individual.

GOLPISTA NA GREVE
Chamou a atenção a postura da Globo na cobertura da Greve de 30 de junho. A emissora informou que a paralisação era contra as reformas de Michel Temer. Não é arrependimento tardio. Ainda não se descobriu o motivo pelo qual a criadora se voltou contra sua criatura.

IMAGEM
O Brasil sempre foi visto no exterior como o país do futebol, carnaval e samba. Agora, some-se a essa lista a corrupção e, logicamente, a impunidade. Mídia internacional tripudiando dessa nossa condição de corruptos e de nossa incapacidade de se livrar da corrupção.

RETORNO DE AÉCIO
Do ponto de vista da normalidade, os argumentos de Celso Mello para determinar o retorno de Aécio Neves são toleráveis. Duas questões saltam aos olhos: primeiro, que não estamos numa normalidade. Há tempos. Desde o golpe. Segundo, Aécio é um criminoso contumaz. Continuará delinquindo, como traficantes e assaltantes. É de sua índole ser corrupto.

ESCOLA TÉCNICA
O Governo do Estado precisa justificar à sociedade o gasto com a manutenção da Escola Técnica de Mossoró. Instalada no local onde funcionou o antigo Centro Social Urbano (CSU) do Walfredo Gurgel, a instituição ocupa uma grande estrutura, já em funcionários lotados, mas não se sabe ainda se já está sendo oferecido algum serviço à população.

JUDICIÁRIO NA LAMA
Impressiona a postura do Supremo Tribunal Federal (STF). Acovardado é o mínimo. Seletivo, perdulário. Inadmissível que paguemos uma fortuna para manter ministros que nada fazem para a retomada da moralidade no país. Pior: tomando decisões que afundam ainda mais o país em corrupção (vide a devolução do mandato ao criminoso Aécio Neves). Tudo o que for feito de errado pela quadrilha que está comandando a república ficará impune. O Congresso está, na grande maioria dos seus membros, envolvido em todo tipo de maracutaia. Caberia ao Judiciário minimizar as perdas. Infelizmente, não fará. Estamos perdidos. Irremediavelmente.

 

Notícias semelhantes