Setor hídrico

Igarn divulga relatório dos principais reservatórios do RN

O órgão é responsável pelo monitoramento de 47 reservatórios de água com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos

Um relatório do volume dos principais reservatórios estaduais, divulgado hoje, 10, pelo Instituto de Gestão das Águas do RN (IGARN) indicou que as reservas hídricas superficiais totais do RN somam 2.159.329.550 m³, percentualmente, 49,33% da capacidade total do Estado, que é de 4.376.444.842 m³. No dia 10 de maio do ano passado, as reservas hídricas eram 2.215.247.855 m³, correspondentes a 50,61% da sua capacidade total. 

O Igarn é responsável pelo monitoramento de 47 reservatórios de água do estado, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares. A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do RN, acumula 1.382.289.222 m³, equivalentes a 58,25% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.510 m³. No mesmo período de 2020, o manancial estava com 1.353.845.818 m³, percentualmente, 57,05% do seu volume total.

Segundo maior reservatório do RN, a barragem Santa Cruz do Apodi acumula 236.819.860 m³, correspondentes a 39,49% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³. Este é o maior volume do manancial, nos últimos 6 anos. No mesmo período de maio de 2020, o manancial estava com 216.650.940 m³, equivalentes a 36,13% do seu volume total.

A barragem Umari, terceiro maior reservatório do RN, localizada em Upanema, acumula 214.284.036 m³, percentualmente, 73,18% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³. No mesmo período do ano passado, a barragem acumulava 238.210.032 m³, correspondentes a 81,35% do seu volume total.

O açude Rodeador, localizado em Umarizal, recebeu bom aporte hídrico das últimas chuvas e acumula 18.572.691 m³, equivalentes a 86,77% da sua capacidade total, que é de 21.403.850 m³. Na última sexta-feira (07), o manancial estava com 14.304.419 m³, correspondentes a 66,83% da sua capacidade. Já no mesmo período do ano passado, o reservatório estava com 17.273.487 m³, percentualmente, 80,70% do seu volume total.

A barragem de Pau dos Ferros também recebeu boa quantidade de águas, acumula 23.911.694 m³, correspondentes a 43,6% da sua capacidade total, que é de 54.846.000 m³. Na última sexta-feira (07), o manancial estava com 15.151.223 m³, equivalentes a 27,63% da sua capacidade. No mesmo período de 2020, o reservatório estava com 18.527.756 m³, percentualmente, 33,78% do seu volume total.

O açude Santo Antônio de Caraúbas recebeu bom aporte hídrico e acumula 5.224.484 m³, correspondentes a 61,19% da sua capacidade total, que é de 8.538.109 m³. Na semana passada o reservatório estava com 4.160.529 m³, equivalentes a 48,73% da sua capacidade. No mesmo período do ano passado, o manancial acumulava 8.409.618 m³, percentualmente, 98,50% do seu volume total.

O açude Beldroega, localizado em Paraú, acumula 6.251.698 m³, correspondentes a 77,59% da sua capacidade total, que é de 8.057.520 m³. Na semana passada o reservatório estava com 5.309.969 m³, equivalentes a 65,90% da sua capacidade. No mesmo período do ano passado, o manancial estava cheio.

O reservatório Apanha Peixe, localizado em Caraúbas, acumula 7.750.000 m³, percentualmente, 77,5% da sua capacidade, que é de 10 milhões de metros cúbicos. Na última sexta-feira, o manancial estava com 7.500.000 m³, correspondentes a 75% da sua capacidade. No mesmo período de 2020, ele estava cheio.

O açude Bonito II, localizado em São Miguel, acumula 2.102.625 m³, equivalentes a 19,35% da sua capacidade, que é de 10.865.000 m³. Na semana passada, o manancial acumulava 1.916.175 m³, correspondentes a 17,64% da sua capacidade. No mesmo período de 2020, o reservatório estava com 2.695.875 m³, percentualmente, 24,81% do seu volume total.

Outros reservatórios monitorados pelo Igarn tiveram pequenos aportes hídricos, casos de: Alecrim, localizado em Santana do Matos, que passou de 32,57% para 32,86%; Brejo, localizado em Olho-d’Água do Borges, que passou de 20,70% para 21,53%; Jesus Maria José, localizado em Tenente Ananias, que passou de 26,73% para 27,76%; Malhada Vermelha, localizado em Severiano Melo, que passou de 29,67% para 30,93%; Morcego, localizado em Campo Grande, que passou de 56,63% para 57,1%; Pataxó, localizado em Ipanguaçu, que passou de 48,70% para 49,43%; o açude de Pilões, que passou de 41,68% para 42,77% e Tourão, localizado em Patu, que passou de 21,83% para 21,94% da sua capacidade.

Atualmente, 5 reservatórios monitorados pelo Igarn estão com 100% da sua capacidade, caso de: Passagem, localizado em Rodolfo Fernandes; Santana, conhecido como Gangorra, localizado em Rafael Fernandes; o açude de Marcelino Vieira; o reservatório de Riacho da Cruz e o açude de Encanto. No mesmo período de 2020, 6 mananciais estavam cheios, casos de: Dourado, localizado em Currais Novos; Beldroega, localizado em Paraú; Mendubim, localizado em Assu; o açude de Encanto; Apanha Peixe, localizado em Caraúbas e o açude de Riacho da Cruz.

O açude Flechas, localizado em José da Penha, acumula 8.383.275 m³, correspondentes a 93,67%, da sua capacidade total, que é de 8.949.675 m³. Em comparativo com a última sexta-feira, o manancial perdeu volume, ele estava com 8.524.875 m³, equivalentes a 95,25% da sua capacidade. Já com relação ao mesmo período de 2020, o reservatório está em melhor situação, acumulava 1.057.800 m³, percentualmente, 11,82% do seu volume total.

No mesmo período de maio de 2020, os reservatórios que estavam com mais de 90% da sua capacidade eram: Passagem, com 99,44%; Santana, com 99,83%; Morcego, com 99,37%; Santo Antônio de Caraúbas, com 98,50% e Pataxó, com 99,39%.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...