Ensino

Governadora anuncia que aulas presenciais só retornam em 2021

Fátima Bezerra revelou que decisão foi tomada levando-se em conta orientação do Comitê Científico e resultados de pesquisas

A governadora Fátima Bezerra (PT) anunciou há pouco, durante o I Fórum Virtual da UNDIME, que as aulas presenciais na rede pública do Rio Grande do Norte somente serão retomadas em 2021.

“Ouvindo o nosso Comitê Científico que aponta um retorno para o dia 5 de outubro com a necessidade de um retorno com condições sanitárias seguras, ouvindo também as entidades que fazem o Comitê Setorial da Educação, em especial a SEEC-RN e a Undime RN, ciente de que a pandemia não acabou nem no Estado, nem no Brasil e nem no mundo, e visto que o Governo Federal ainda não disponibilizou recursos financeiros complementares, necessários e urgentes, para atender às demandas dos protocolos de biossegurança nas escolas públicas, informo que no próximo Decreto autorizaremos a Rede de Educação Pública do RN a só retornar as atividades presenciais em 2021”, anunciou a governadora.

A decisão é referente à rede pública. As escolas privadas seguem com a perspectiva de voltar no dia 5 de outubro próximo.

A última pesquisa do IBOPE que aponta que 72% dos brasileiros não retornariam às atividades presenciais enquanto não existir uma vacina contra o Coronavírus, foi um dos aspectos levados em consideração para a decisão.

Uma enquete realizada pela Intertv, no RN, sinaliza que 78% são contrários ao retorno às aulas presenciais e a enquete realizada pela SEEC-RN e UNDIME demonstrou que 79% da comunidade escolar optou pelo não retorno às atividades escolares presenciais.

Em 2020, as escolas darão continuidade às atividades não presenciais aplicando, um plano de recuperação das aprendizagens com os estudantes concluintes, intensificando aulões, cursinhos, aulas online preparatórias para os exames do IFRN Oficial e ENEM, por meio televisivo, plataformas digitais, materiais impressos, entre outras.
O plano de retomada das atividades dos Sistemas Estadual e Municipais, priorizará a preparação das estruturas pedagógicas, físicas e de pessoal das escolas, para atender aos protocolos normativo-pedagógico e de biossegurança, assegurando a aprendizagem, a segurança e a proteção dos estudantes e dos profissionais da educação, articulando os anos de 2020 e 2021 na organização curricular.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...