Caos

Em frente ao Palácio do Planalto, agentes convidam polícias a se unirem à paralisação

Representante afirmou que se direitos previdenciários dos agentes policiais não forem respeitados, a 'polícia vai parar' em todo o Brasil

De frente para o Palácio do Planalto, um grupo de agentes policiais gravou um vídeo que rapidamente se espalhou pelas redes sociais nesta quinta-feira (9). Nele, um representante convida policiais civis, militares, federais, rodoviários federais, agentes de trânsito e guardas municipais para se unirem no protesto contra a reforma previdenciária que extingue a aposentadoria especial dos policiais.

“É de fundamental importância que vocês passem a aderir esse movimento. Vamos paralisar esses estados. Vamos dar nossa mensagem forte e positiva de que se não respeitarem os direitos previdenciários dos policiais e dos operadores de segurança pública, a polícia vai parar. Espírito Santo já mostrou a falta que a polícia faz, o Rio de Janeiro está mostrando todo dia o que acontece quando o governo esquece o compromisso com a segurança pública. Você, policial e operador de segurança pública, paralise. Se o governo inserir os policiais na cova comum, a polícia vai parar”, prometeu o agente.

A crise da segurança pública no Espírito Santo já deixou pelos menos 95 mortos desde sábado (4). A interrupção dos serviços pelos civis foi decidida após a morte do policial Marcelo Albuquerque, de 44 anos, que tentou impedir um assalto em Colatina, na Grande Vitória. O movimento também ataca a PEC 287/2016 da reforma da Previdência e em defesa da aposentadoria dos profissionais de segurança pública. A PEC acaba com a aposentadoria especial dos policiais.

Notícias semelhantes