E depois?

Anunciado hoje pelo Governo do Estado que a empresa que vai explorar os 34 campos maduros de petróleo do Rio Grande do Norte terá sede em Mossoró. Trata-se, na verdade, de uma subsidiária da Petrorecôncavo, que tem experiência dessa natureza na Bahia. A expectativa era de que sejam investidos R$ 600 milhões. Um volume de recursos considerável.

A reflexão que fica é: o que será feito depois? Sim, porque Mossoró experimentou o auge da exploração de petróleo em suas terras e não soube tirar proveito disso para o futuro. Não se construiu nada para quando aquela bonança passasse. O que se tem agora é a exploração dos campos maduros que não renderá tanto quanto na fase inicial de produção, nem por muito tempo. Será um paliativo. Uma pequena sobrevida para o setor, há pelo menos 5 anos sofrendo com demissões. É também uma chance para se pensar sobre o que fazer depois. Se não forem pensadas soluções para alavancar a economia e o desenvolvimento da cidade, a exploração dos campos maduros será, como no dizer popular, apenas uma “melhora da morte”.

Dinheiro de volta
Será na próxima quarta-feira, 8/5, audiência na Justiça entre Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (SINDISERPUM), prefeitura, ministério público e a juíza Adriana Santiago Bezerra, da 3° Vara da Fazenda Pública da comarca de Mossoró para tratar sobre o corte dos salários dos professores da rede municipal de ensino que fizeram greve. O encontro é a esperança dos docentes para ter seus salários de volta, descontados que foram pela prefeitura.

Salários servidores estaduais
A governadora Fátima Bezerra anunciou na tarde desta segunda-feira, 6/5, o calendário de pagamento dos salários de maio. Pelo cronograma apresentado, quem ganha até R$ 5 mil recebe dia 15/5. Para os que recebem acima desse valor, o Estado repassa um vale de 30% no dia 15/5 e conclui a folha em 31. Também, anunciou a quitação do restante do décimo terceiro salário de 2017: dia 31 de maio paga a quem recebe até 12 mil líquidos e conclui em 30 de junho pagando aos que recebem acima desse valor. Um dos anúncios que chamaram a atenção foi o compromisso assumido pela governadora de que pagará as olhas em atraso com correção monetária.

Romário
Não há dúvidas de que Romário foi um dos grande jogadores que a seleção brasileira teve. Agora, ele deveria deixar que as pessoas reconhecessem isso. Ficar se autoelogiando não pega bem. Quem tem que reconhecer são os outros.

Deputado venezuelano
Interessante a forma como se comporta o deputado federal potiguar Girão Monteiro (PSL). Parece que ele foi eleito para o parlamento venezuelano. Fala de tudo sobre aquele país e quase nada sobre o Brasil. Aqui, certamente não tem problemas que mereçam a atenção do deputado.

Consulta popular
O deputado Fábio Faria lançou enquete em sua cota no twitter sobre a Reforma da Previdência. O endereço é o seguinte: https://twitter.com/fabiofaria5555. Aliás, o deputado é a favor da reforma. Pudera. O presidente afaga o sogro dele com verbas publicitárias/governamentais.

Deputados silentes
Preocupa a apatia dos deputados potiguares em relação ao corte de verbas da educação feito pelo presidente Bolsonaro. Com a redução dos recursos, alguns campi de universidades potiguares ou de institutos federais de educação serão inviabilizados. Dos deputados norte-riograndenses, apenas Walter Alves (MDB) reclamou nas redes sociais. Natália Bonavides (PT) reproduziu protestos de alunos dos IF´s. Benes Leocádio (PRB), Beto Rosado (PP), Fábio Faria (PSD), General Girão (PSL) e Rafael Mota não se manifestaram.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...