DENUNCIE! LIGUE 180

Agosto Lilás. Estamos vivendo, por conta da nossa falta de educação e respeito ao próximo, o mês de conscientização pelo fim da violência contra a mulher. Sim, se fôssemos um povo educado certamente saberíamos respeitar o próximo, seja ele preto, homossexual ou mulher. Conviver e respeitar as pessoas como elas são. No caso do Agosto Lilás, já passou a hora de colocar um ponto final na cultura machista. Lugar de mulher é onde ela quiser.

Então, não tenha medo, leve ao conhecimento das autoridades qualquer tipo de violência que você for vítima. Denuncie! Ligue 180. O Ligue 180, central de atendimento à mulher, funciona 24 horas por dia, é gratuito e confidencial. O canal recebe as denúncias e esclarece dúvidas sobre os diferentes tipos de violência aos quais as mulheres estão sujeitas. As manifestações também são recebidas por e-mail, no endereço [email protected] Se você é vizinho ou tomou conhecimento de uma mulher vítima de violência, também pode e deve denunciar. Ligue 180.


PERCENTUAL NÃO É NOVIDADE

O que chegou a ser noticiado como grande novidade, na verdade é uma “cópia” do que já existe na cidade de Mossoró. A prefeitura de Mossoró acaba de aprovar uma reforma administrativa e entre os itens de mudança figura a exigência de um percentual de direção em cargo comissionado a serem obrigatoriamente ocupados por servidores efetivos. Medida positiva, porém o tom de novidade não corresponde à realidade.

Na verdade, essa medida que valorizar o servidor efetivo já existe na cidade de Mossoró, mais precisamente na Câmara Municipal. Uma conquista, registre-se, fruto da luta dos servidores através do seu sindicato. Desde a aprovação do Plano de Cargo, Carreira e Salários dos servidores do legislativo mossoroense que essa condição já foi colocada e hoje é uma realidade a cada mudança na sua presidência. O bom agora é que esse exemplo dado por servidores e vereadores agora alcança aqueles que estão na prefeitura em suas secretarias.

CAIXA E AS VAGAS PARA DEFICIENTES

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, revelou no último dia 11, em entrevista ao programa A Voz do Brasil, que o banco pretende abrir concurso público específico para preencher vagas de pessoas com deficiência. Segundo Guimarães, a Caixa conta atualmente com apenas 1,5% do quadro de funcionários composto por pessoas com deficiência. A meta do banco, que pretende inaugurar 268 novas agências ainda em 2021, é aumentar a participação para 5%.

Além do concurso específico para pessoas com deficiência, o presidente do banco afirmou que outras vagas serão preenchidas por pessoas aprovadas no concurso de 2014, que continua válido. A expectativa é que 10 mil novos funcionários passem a integrar as agências da Caixa como colaboradores. As novas agências já estão em processo de inauguração, informou Guimarães. (Com informações da Agência Brasil).

ELEIÇÃO NÃO SE VENCE, SE TOMA!

E segue a polêmica em torno da declaração do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, que também é do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), quando apareceu em um vídeo dizendo: “Eleição não se vence, se toma!”. A versão do TSE, em defesa do seu membro, é de que a frase foi retirada de um contexto no qual ela falava de eleições realizadas em Roraima. Eu até acredito que essa seja a verdade, porém ficou muito ruim para a imagem das nossas cortes superiores. Aliás, depois das câmeras de TV, os ministros ficaram vaidosos, do tipo, “eu sou por star”.

A imagem tem seu efeito positivo da transparência, porém exige daqueles que são responsáveis em decidir em última instância, o cuidado dobrado para controlar a vaidade. Querer mostrar poder além de suas reais funções, pode colocar em risco a nossa jovem e frágil democracia. A vaidade a ser controlada, por exemplo, a saber que o judiciário tem seus limites em relação ao executivo e ao legislativo. Além no cuidado daquilo que diz, seja onde for. No mais, pela posição que ocupar, é manter a missão de fiscalizar e punir para que as eleições sejam ganhas e não tomadas.

CONSELHO DESATIVADO

Assim como havia anunciado na última semana, o vereador Professor Francisco Carlos levou ao plenário da Câmara Municipal de Mossoró a discussão em torno do Conselho Municipal de Esportes. É interessante que as pessoas que lidam com o esporte na cidade de Mossoró-RN possam acompanhar o debate. O pedido do vereador é no sentido de que esse Conselho seja reativado. Afinal, é um importante instrumento para acompanhar políticas públicas relacionadas ao setor.

Estranho que isso aconteça, porém manifestamos nossa fé no sentido de, com a discussão no legislativo municipal o quadro se reverta e a falha seja reparada. É preciso anunciar sua reativação e eleição imediata do seu presidente e vice, após escolha dos seus membros. Assim como já acontece com o Conselho Municipal de Educação, o esportivo também pode atuar como órgão consultivo, deliberativo e normativo do sistema ligado ao esporte. Além da cooperação com sistema estadual, federal e do próprio município.

MELÃO E POLPA DE FRUTAS

Não sou economista, porém pelo quadro eu entendo que a notícia é excelente. As informações que circulam desde a semana passada mostram que a fruticultura irrigada vai cada vez mais se tornando no pelotão de frente da economia de Mossoró e região, e não duvidem, base importante para todo o Rio Grande do Norte. Em Mossoró a safra do melão, que abraça outros municípios, já tem destino certo, a exportação. Claro, além de abastecer o mercado nacional.

As boas notícias do setor só aumentam. Na cidade de Apodi a informação fala no aproveitamento de frutas produzidas na própria região que estão sendo transformadas em polpa e comercializadas, já em boa escala. Isso mesmo, no regime tipo cooperativa já existe uma fábrica gerando empregos. Além do emprego gerado a matéria prima é adquirida de forma direta aqueles que plantam e colhem. Somadas as outras riquezas a fruticultura irrigada tem sido fundamental para o aquecimento da economia no interior potiguar.

MENSAGEM

“A minha vontade é forte, porém minha disposição de obedecer-lhe é fraca”.

Carlos Drummond de Andrade

POSTURAS DISTINTAS

As autoridades do Rio Grande do Norte deveriam tomar como exemplo o vizinho estado do Ceará e assumir a postura de exigir, de quem desembarcar no aeroporto de São Gonçalo, os exames que constatam que a pessoa já foi vacinada contra a Covid-19. No caso do Ceará, se não apresentar esse documento, não desembarca, ou seja, a mesma postura que se adotam contra brasileiros em outros países.

No RN é diferente. A postura é de deixar por conta do passageiro fazer ou não o teste, ou seja, além de não exigir a prova de imunização ainda deixa por conta do visitante ser ou não examinado. E tem mais, mesmo que concorde, caso se constate algum problema, o estado passa para o município resolver. Tira o braço da seringa de todas as formas. O correto seria a mesma postura do Ceará, exigir o atestado que foi vacinado, do contrário, não entra no estado. Lembrem-se, o novo coronavírus chegou ao Brasil de avião, junto com uma família de São Paulo que havia visitado a Europa.

ARTIMANHA PARLAMENTAR

Pois é, olharam as urnas e deixaram de observar para onde os votos estavam sendo direcionados. De acordo com o deputado federal Rafael Motta (PSB-RN), com os votos de 304 parlamentares, a Câmara deu um golpe nos trabalhadores. A artimanha dos “golpistas” teria sido incluir novas mudanças nos direitos trabalhistas enquanto o foco das discussões tratava do voto impresso. As alterações atingiram a Medida Provisória nº 1045, do Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda, no período de pandemia provocado pela Covid-19.

A mudança prevê o seguinte: Trabalhador com idade entre 18 e 29 anos, poderá ser admitido nas empresas sem contrato de trabalho, sem direito a férias, FGTS, sem contribuição previdenciária, fiscalização trabalhista sem multa e com apenas uma orientação para quem for flagrado praticando trabalho análogo à escravidão, redução de 50% para 20% do adicional de hora extra de trabalho e ainda o percentual reduzido da multa do FGTS para quem for demitido, caindo de 40% para 20%. Assim votou a bancada do RN – Favoráveis, os deputados Benes Leocádio (Republicanos), Carla Dickson (PROS), General Girão (PSL) e João Maia (PL). Contrários, o próprio Rafael Motta e Natália Bonavides (PT). Se ausentaram da votação Beto Rosado (PP) e Walter Alves (MDB). Espaço aberto para a versão de todos. (Com informações do agorarn.com.br).

IMUNIZAÇÃO INCOMPLETA

E no Rio Grande do Norte, assim como acontece em outras partes do país, a imunização contra a Covid-19 segue incompleta. Enquanto já existem países falando na possibilidade da terceira dose como reforço, algumas pessoas insistem em não comparecer para completar o processo. Só em terras potiguares, quando fechamos a coluna, já se falava em algo entorno das 50 mil pessoas nas condições supra.

É bom lembrar aos teimosinhos que foram registradas mais de 700 mortes entre aqueles que só tomaram a primeira dose. E o pior, sua decisão não afeta apenas a sua pessoa, as demais também podem ser prejudicadas já que a sua imunização não foi complementada. Então, deixe de birra e compareça ao local de vacinação para fechar o ciclo com a segunda dose. Essa é a única esperança de viver, digamos assim, com o mínimo de controle da situação.


DICA LEGAL – LEI MARIA DA PENHA

Como estamos vivendo o Agosto Lilás, já citado na nota de abertura, vamos lembrar a principal lei que, de forma específica, trata desse tema delicado. Parece assunto do tempo das cavernas mas, infelizmente, ainda existe nos dias de hoje. A Lei Maria da Penha, sancionada em 7 de agosto de 2006, surgiu da necessidade de inibir os casos de violência doméstica no Brasil. O nome foi escolhido em homenagem à farmacêutica cearense Maria da Penha Maia Fernandes, que sofreu agressões do ex-marido por 23 anos e ficou paraplégica após uma tentativa de assassinato.

A lei 11.340/2006 considera o crime de violência doméstica e familiar contra a mulher como sendo “qualquer ação ou omissão baseada no gênero que lhe cause morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico e dano moral ou patrimonial”. Antes do lançamento da campanha citada no texto de abertura, somente no primeiro semestre de 2021 foram notificados 72.839 casos de violência contra a mulher. O balanço foi divulgado pelo Ministério dos Direitos Humanos no dia 07 de agosto.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support