Brasileirão

Décima quarta rodada tem segunda melhor média de gols

Número foi impulsionado pela goleada do Ceará sobre a Chapecoense e pela vitória por 3 a 2 do São Paulo frente ao Santos

A décima quarta rodada do Campeonato Brasileiro de Futebol registrou uma das melhores médias de gols da competição. Os artilheiros estavam inspirados e balançaram as redes nada menos que 29 vezes, média de 3,2 gols por partida. É a segunda melhor média de gols, ficando atrás apenas da primeira rodada, que teve média de 3.6 gols por partida.

Os números foram impulsionados pela goleada de 4 a 1 do Ceará sobre a Chapecoense (sábado, no Castelão, com 3 gols de Tiago Galhardo e de Felipe Cardoso; Renato Kayzer descontou), vitória de 3 a 2 do São Paulo (Pato duas vezes e Reinado) contra o Santos (Eduardo Sacha e Raniel, contra, sábado, no Morumbi) e triunfo do Flamengo contra o Grêmio, no Maracanã, com gols de William Arão, Arrascaeta e Everton Ribeiro (Galhardo fez o gol do tricolor gaúcho).

No Independência, no domingo, o Atlético Mineiro venceu o Fluminente por 2 a 1 (Cazares e Ricardo Oliveira fizeram para os mineiros e Nenê fez para os cariocas).

Palmeiras e Bahia empataram em 2 a 2 (Dudu e para o alviverde, enquanto Gilberto marcou duas vezes para os baianos). No Nilton Santos, o Botafogo venceu po Athletico Paranaense por 2 a 1 (Os paranaenses abriram a contagem com Thonny Anderson, mas levaram a virada com Luiz Fernando e Diego Souza.).

Outro empate em 2 a 2 foi registro no estádio da Ressacada, entre Avaí e Cruzeiro. O time mandante chegou a abrir vantagem duas vezes, com gols de Pedro Castro e Brenner. No entanto, sofreu a igualdade em duas oportunidades, com gols de Pedro Rocha e Sassá. Com gol de Marcos Júnior, o Vasco derrotou o Goiás por 1 a 0, no Estádio Serra Dourada. Internacional e Corinthians não saíram do 0 a 0 no jogo das 11h da manhã do domingo.

Resumão

Goleada do Ceará faz o time subir duas posições e figura na primeira parte da tabela, ocupando a nona colocação.

Com a derrota, o Santos deixa os concorrentes se aproximar, principalmente Flamengo e Atlético Mineiro, que agora tem 27 pontos cada um, contra 32 do time da baixada.

Um ano depois, o São Paulo volta a vencer um clássico. A vitória sobre o Santos deixa o tricolor paulista com 24 pontos, na quinta colocação e um jogo a menos.

Internacional e Corinthians foi o único jogo sem abertura de placar, destoando da boa média registrada nos demais jogos.

Além da atuação decisiva do VAR, que validou os dois pênaltis do Bahia, o jogo com o Palmeiras foi marcado mesmo pela atuação violenta do jogador Felipe Melo. Deveria ser banido do futebol.

Com o empate com o Avaí, o Cruzeiro chega ao nono jogo sem vitória. Segue na zona de rebaixamento com apenas 11 pontos.

Quatro posições acima da zona da degola, o Goiás chegou ao quinto jogo sem vencer, após derrota por 1 a 0 para o Vasco (que começa a respirar aliviado).

A rodada será completada neste sábado, quando o CSA recebe, no estádio Rei Pelé, o Fortaleza, agora sem técnico (Rogério Ceni acertou com o Cruzeiro).

Notícias semelhantes