De pedra à vidraça

Nélter Queiroz é um dos mais longevos e verborrágicos deputados potiguares. Bem ao estilo coronel, Nélter não economiza nas palavras quando está em contenda ou quando quer atingir algum desafeto político. Arrotando honestidade, atira contra tudo e todos.
Talvez não caiba a crítica à sua forma de ser e agir, por mais que até mesmo no plenário da Assembleia ele cometa alguns exageros. Não caberia se não fosse por um detalhe: Nélter não vinha cuidando da casa com a mesma força com que critica adversários. Como já deve ser de conhecimento público. O filho do deputado, ex-prefeito de Jucurutu George Retlen Costa Queiroz, teria montado, no dizer do Ministério Público do Rio Grande do Norte, uma verdadeira “central ilegal de doação de terrenos”.

É necessário que se ressalte que a acusação recai contra o filho de Nélter e não sobre ele. É importante pontuar que tudo está na fase de investigação. Não há condenação. Tudo ainda no campo das possibilidades e hipóteses.

Mas também é de bom alvitre noticiar que o Ministério Público já colheu informações e provas muito substanciais que atestam que os atos criminosos de doação ilegal de terrenos redundou num prejuízo de mais de R$ 4,5 milhões.

Não soa exagero associar Nélter a essa questão. E não é apenas para criticá-lo pelos exageros que comete contra os outros, mas para lembrar que quando se está com a pedra é possível que um dia se vire vidraça. Ademais, como todos sabem, Nélter exercia forte influência na administração do filho. Que os fatos sejam apurados. Que os culpados sejam punidos. E que fique a lição para todos aqueles que gostam de falar mais alto do que deveriam.

SOSSEGO?
A Operação Cabre0sto, que apura doação ilegal de 616 terrenos na prefeitura de Jucurutu atinge não somente o ex-prefeito George Queiroz. O ex-presidente da Câmara Municipal da cidade, vereador Fagner Bezerra de Brito, o “Faguinho”, também é um dos implicados. Espera-se que agora ele dê um sossego ao prefeito Valdir Medeiros. Integrando a bancada de oposição, “Faguinho” apresenta proposições claramente inexequíveis, com intenção, segundo pessoas da cidade, apenas de tentar inviabilizar a atual administração.

ATENDIMENTO

Elogiável a iniciativa da prefeitura de Mossoró com o Projeto Família em Foco, através do qual, a cada sábado, 3 unidades básicas de saúde para atender as pessoas que tem dificuldade de se deslocar para o posto de saúde de segunda a sexta-feira.

SERÁ QUE COLOU?

A justificativa apresentada pelo deputado federal Beto Rosado por não ter participado da votação em plenário do Projeto Anticrime do Governo Federal não convenceu muita gente. Beto afirmou que precisou ir ao gabinete dele e quando desceu para o plenário a votação já havia encerrado.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...