Medida

Cosern convoca clientes rurais para recadastro que garante desconto em conta de energia

​​​​​Até dezembro, mais de 21 mil consumidores que não revalidarem a documentação podem perder descontos de até 90% na tarifa de energia

A Cosern convoca seus clientes irrigantes, aquicultores ou demais proprietários de contratos de zona rural para o recadastramento da tarifa. A medida é executada por determinação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que condicionam os descontos na conta de energia elétrica à revalidação da documentação desse grupo de clientes.

Até dezembro, mais de 21 mil devem apresentar a comprovação exigida pela Aneel. Caso não efetuem o recadastramento, os consumidores atualmente beneficiados perdem o subsídio a partir de janeiro de 2020.

Os clientes estão sendo convocados por meio de avisos nas faturas mensais de energia elétrica. No total, aproximadamente 63 mil clientes potiguares devem revalidar os dados cadastrais até 2021, conforme o calendário da distribuidora.

Entre as documentações necessárias, os clientes devem apresentar:

– Irrigantes: outorga d’água e licença ambiental;

– Agroindustriais: cartão CNPJ comprovando a atividade exercida e Inscrição Estadual;

– Demais clientes rurais: cartão CNPJ/ CPF mais Imposto Territorial Rural (ITR), ou documento do INCRA (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), ou NIRF (Número do Imóvel na Receita Federal), ou CCIR (Certificado de Cadastro de Imóvel Rural) ou documento do PRONAF (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar).

O recadastramento será realizado nas Lojas de Atendimento Cosern ou por meio da rede credenciada Cosern Serviços.

Os clientes que perderem o subsídio a partir de janeiro de 2020, por não revalidação das informações podem voltar a receber o desconto, caso regularizem a documentação junto à concessionária. No entanto, não haverá ressarcimento pelo período em que o cliente permaneceu descadastrado.

Notícias semelhantes