Em Mossoró

Combate à exploração de menores segue em locais públicos

Ações estão sendo desenvolvidas hoje em mercados públicos e feiras livres com fixação de cartazes e orientações a população

Com cartazes, levando informações e esclarecimentos, equipes da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Juventude (SMDSJ) estão realizando hoje, 15, intensa mobilização para conscientizar a população de Mossoró para a importância do combate à exploração sexual de crianças e adolescentes. A mobilização está sendo concentrada nos mercados públicos e feiras livres.

A mobilização de hoje faz parte da programação que vem sendo desenvolvida pela Secretaria de Desenvolvimento Social desde o dia 8 deste mês. O objetivo da campanha municipal é chamar a atenção dos mossoroenses para a importância de denunciar para combater este tipo de violência. A data alusiva a causa será o dia 18, porém, durante todo o mês de maio, várias atividades ainda serão executadas em Mossoró referentes a data.

A criação do Dia Nacional de Combate a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi motivada por um crime bárbaro ocorrido na cidade de Vitória-ES, no ano de 1973. Na época, a menina Araceli Cabrera Crespo, de 8 anos, foi espancada, estuprada e assassinada. Na abertura da campanha aqui em Mossoró, de 7, um cordel apresentado pela atriz Joriana Pontes, lembrou o crime que vitimou a menina Araceli.

As equipes da SMDSJ estão levando informações e pregando cartazes no Mercado Público Central, Mercado da Cobal, Mercado do Bom Jardim entre outros pontos. O trabalho envolveu ainda a Guarda Civil Municipal, os dois conselhos tutelares da cidade, 33ª e 34ª zonas, Plantão Social, Serviço Especializado de Abordagem Social (SEAS), além do Centro de Referência. Assistência Social (CREAS).

Segundo a Secretária Municipal de Desenvolvimento Social, Janaína Holanda, os cartazes fixados nos pontos visitados expõem a frase: ‘Esquecer é Permitir, Lembrar é Combater’, como forma de incentivo a denúncia. A secretária reforça também, que durante as ações, os agentes também explicam que as denúncias podem ser feitas de forma anônima e a ligação é gratuita pelo Disk 100. “Durante todo este mês de maio as ações estão sendo intensificadas. Fazemos rotineiramente essas visitas, através das nossas equipes do SEAS e do CREAS. Nessa programação, já fizemos rondas em casas de drinks e em postos de combustíveis, que são locais considerados de alta vulnerabilidade para a ocorrência deste tipo de crime”, explicou.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...