processo

Cade abre investigação sobre suposto cartel na Arena das Dunas e outros estádios

O processo foi divulgado nesta quarta-feira pelo órgão de defesa da concorrência

A Superintendência Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) abriu um processo para investigar se houve cartel entre as empresas que participaram de licitações de construção e reforma da Arena das Dunas e outros estádios para a Copa do Mundo de 2014.

O processo, que foi aberto na última terça-feira, foi divulgado nesta quarta-feira (17) pelo órgão de defesa da concorrência. De acordo com o Cade, oito empresas são investigada, além de 36 pessoas ligadas a essas companhias.

Além da Arena das Dunas, a Arena Amazônia (Manaus), a Arena Pernambuco (Recife), o Mineirão (Belo Horizonte), a Arena Castelão (Fortaleza), a Arena Fonte Nova (Salvador), e o Mané Garrincha (Brasília) podem ter tido suas licitações fraudadas.

Notícias semelhantes