BRASIL, UM PAÍS LAICO

Fiquei surpreso com as notícias de que lideranças da igreja evangélica de Mossoró/RN Assembleia de Deus, estariam rompendo com o prefeito Allyson Bezerra. Me veio a dúvida, estamos falando de igreja ou partido político? Pelo pouco que entendo quem se alia ou coliga com políticos são os partidos aos quais estes são filiados. Quero acreditar no exagero dos autores dos textos publicados, do contrário os líderes religiosos estão deixando de observar a regra de que o Brasil é um país laico, não existe uma religião oficial. Essa condição, mesmo que teoricamente, prega a desagregação da religião e seus valores sobre os atos governamentais.

Só lembrando que o Brasil é considerado um estado laico desde o ano de 1890. Isso significa dizer que esse estado brasileiro garante liberdade religiosa aos seus cidadão há bastante tempo, separando de forma justa a igreja de suas decisões políticas. Por isso não cabe discutir e muito menos exigir que o chefe do executivo, seja ele municipal, estadual ou nacional esteja sujeito aos interesses e vontade de algum seguimento religioso. Cada um no seu quadrado e todos fazendo sua parte em favor do desenvolvimento do município, do estado e do país.

A VAGA DE SENADOR DO RN

Quem acompanha com maior frequência a coluna Repercutindo lembra que, ainda em novembro e dezembro do ano passado, nós comentávamos no sentido de que a eleição 2022 já havia começado. Isso nos atos administrativos e também naquilo que ocorria nos bastidores. E esse quadro só aumentou com a chegada de 2021. Logo nos primeiros dias de janeiro tem sido intensa a movimentação no Rio Grande do Norte com um foco bem definido.

E esse foco tem nome, é a vaga do RN no senado federal. Isso mesmo, já observamos disputas, bem abertas inclusive, pela possível indicação em relação a candidatura. Assistimos nos último dias eventos promovidos pelos ministros Fábio Farias, da Comunicação e Rogério Marinho, da pasta de Desenvolvimento Regional. Os dois tentam atrair os holofotes e conquistar a preferência de lideranças locais e até mesmo do próprio presidente da República. Ambos querem o senador como futuro político.

FUNDAÇÃO ALDENOR NOGUEIRA

Com justiça assistimos a indicação do ex-vereador Jório Nogueira para assumir a direção da Fundação Aldenor Nogueira que, entre outras missões, também administra a TV Câmara Mossoró. A fundação recebe o nome do pai do seu atual dirigente e considero que a decisão do presidente do legislativo mossoroense, Lawrence Amorim, foi acertada. Vejo até como sendo uma justa homenagem.

Pelo que andei ouvindo do presidente da Câmara e do novo diretor da Fundação, a ideia e esforços de agora em diante é para melhor estruturar a emissora. Inclusive com equipamentos próprios e uma grade de programação melhor definida. Hoje a TV dispõe de uma excelente equipe de profissionais dedicados que podem oferecer um melhor serviço a depender da estrutura que receberão. Sucesso a todos.

PREVISÕES RUINS PARA O FUTEBOL MOSSOROENSE

Como já registrado na coluna anterior, a Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF) e os clubes filiados, já definiram os detalhes sobre o próximo Campeonato Estadual de futebol profissional, temporada 2021. Infelizmente para o torcedor mossoroense as previsões não são nada animadoras. Além das dificuldades naturais impostas pela pandemia da Covid-19, jogos sem a presença do público, a nossa estrutura segue cada vez pior.

As condições do estádio Nogueirão, mesmo se houvesse a autorização para receber o torcedor, não garantiriam que isso iria acontecer. O estádio segue interditado sobre a alegação de que é preciso uma reforma geral. Soma-se a essa situação do estádio a própria estrutura do único representante da cidade, o Potiguar. Sem dinheiro para investir é quase certo a presença de um time lutando apenas para não ser rebaixado. Quadro lamentável.

DECADÊNCIAS DO TRANSPORTE COLETIVO URBANO

Em diferentes cidades do Brasil observamos que a saída para muitas pessoas que ficam desempregas é recorrer a profissão de motorista de transportes alternativos. Por exemplo, taxi-lotação, aquele que faz o mesmo itinerário do transporte coletivo urbano, os conhecidos ônibus. E aqui reside um grande problema que pode decretar o desaparecimento desse serviço na cidade de Mossoró, região Oeste do Rio Grande do Norte.

O proprietário da única empresa atuando na cidade, já deu esse alerta se nada for feito. Vale lembrar que os alternativos não são os únicos problemas, afinal se trata de uma prestação de serviço e concorrência que favorece a população. O próprio período de pandemia do novo coronavírus também é apontado como motivo de decadência do setor. É aguardar que a prefeitura de Mossoró possa lançar um olhar mais comprometido para resolver essa questão. Aguardemos.

PANDEMIA E A SITUAÇÃO DE MANAUS

Se a maior abertura nos meios de comunicação promovida pela tecnologia e suas redes sociais veio, digamos assim, democratizar o setor, também arrastou junto uma gama enorme de prejuízos com as notícias falsas. Chego a sentir saudades do tempo no qual todos sabiam a tendência política, religiosa e até musical no caso das emissoras de rádio e no mais, as posições dos poucos jornais impresso. Hoje virou uma pandemia de informações desencontradas e, na maioria, sem uma identidade para ser cobrada.

Entre dezenas de exemplo, recorro aqui ao noticiário sobre a situação de Manaus no combate a pandemia da Covid-19. O que é verdade ou mentira nas notícias que jogam a culpa da crise para sicrano ou beltrano? Quem mandou ou deixou de mandar dinheiro para o combate, ou recebeu dinheiro e desviou? O povão não sabe, pois recebe um bombardeio de informações, todas elas com um lado para defender e outro para atacar. Pelo visto existe outra pandemia, a guerra ideológica que separa o país.

MENSAGEM

“A vida é um jogo de dama, cabe a cada um saber onde colocar cada peça para no final poder dizer, ganhei essa partida”.  Idson Comunica

OPORTUNIDADE DE EMPREGO

Na busca por boas notícias, embora o grande público tenha atração por um noticiário rubro, encontramos a informação que fala na geração de 450 novas vagas de emprego para o Rio Grande do Norte, mais especificamente na cidade do Natal. A boa nova fala na chegada do grupo Ferreira Costa, apontado com a maior home center do Norte e Nordeste do Brasil.

O grupo vai se instalar no espaço que antes era ocupado pelo Hiper Bom Preço, no bairro de Capim Macio na capital potiguar. A proposta é de oferecer ao público uma loja com variedade de mais de 80 mil itens, inclusive com vendas online. São vagas que atendem funções operacionais, gerências e supervisão, como também o setor de vendas, atendimento, logística e administrativo. O site https://carreiras.ferreiracosta.com/ já foi disponibilizado para os interessados providenciar a sua inscrição e concorrer a uma das vagas.

FURANDO A FILA

Eita povo danado, para não dizer outros impropérios. Não consegue sequer respeitar uma fila e, para não poder o péssimo costume, estão furando até a fila da vacina de combate a Covid-19. Como diria Chico Anísio, o sujeito chega e pergunta: “Quem é a fila? Resposta: Eu, aquele, aquele e quatro que foram ao banheiro”. Pelo amor de Deus, tem gente atravessando a sequência de prioridades, inacreditável.

A situação tem obrigado as secretarias de saúde, seja do estado ou municípios, a dobrar suas atenções. Tem que cuidar do processo de transporte, guarda e distribuição da vacina e ainda, aqui a safadeza, da vigilância para ninguém furar a fila, ou seja, pessoas fora da sequência de prioridades antecipando sua vacinação. “Vão pra baixa da égua magote de mundiça”.

ALVARÁ DE FUNCIONAMENTO, CUIDADO COM O PRAZO

Atenção você que atua no setor comercial, industrial ou de prestação de serviço na cidade de Mossoró-RN, o prazo para a renovação do alvará de funcionamento, referente ao exercício 2021, termina no próximo dia 31 de janeiro. O alerta é feito pelo próprio titular da secretaria da Fazenda, Ivo Franklin. Então cuida para fazer o pagamento e evitar qualquer tipo de represália.

Essa renovação é anual. Lembrando ainda que o alvará é obrigatório para os estabelecimentos industriais, comerciais, profissionais, sociedades ou associações civis, instituições prestadoras de serviços e outros que exerçam atividades dentro do território do Município. Mesmo aqueles que sejam imunes ou isentos deverão promover sua inscrição no Cadastro de Contribuintes. O secretário lembra que o estabelecimento que não pagar o alvará fica inadimplente com o Município e sujeito a algumas restrições, como por exemplo, o impedimento de tirar a certidão negativa. Cuida!

LIBERDADE RELIGIOSA

Aproveitando o tema da primeira nota da coluna, quando falamos que os governantes não devem receber nenhuma influência ou interferência direta de seguimentos religiosos em suas atividades, vamos então a nossa dica legal falando do outro lado da moeda, ou seja, o direito a liberdade religiosa. Afinal, vivemos como já foi dito, em um país laico, sem religião oficial.

A própria cuida do tema em seu rico artigo 5º. Vamos então a ele na íntegra. Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

[…]

VI – é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...