Aumento de salários dos procuradores e o desafio de Fátima

A Assembleia Legislativa vai votar nos próximos dias o projeto de lei que concede reajuste salarial de 16,38% aos procuradores do Estado. A matéria foi enviada ao Poder Legislativo pela governadora Fátima Bezerra como manda a lei. Até que o projeto seja aprovado pela Assembleia e sancionada pela chefe do Executivo, Fátima terá um grande desafio pela frente: fazer chegar de forma clara e convincente aos cidadãos potiguares que ela está apenas cumprindo uma obrigação legal.

Explicamos: os salários dos procuradores estão vinculados aos subsídios dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Em 7 de novembro de 2018, o Senado aprovou o reajuste salarial dos ministros do STF em 16,38%. Em dezembro, o próprio STF decidiu colocar no orçamento deste ano o reajuste do salários dos seus ministros. Com os salários dos membros do Judiciário vinculados aos subsídios dos ministros do STF, as remunerações de juízes e procuradores segue em efeito cascata.

Dessa forma, a governadora Fátima Bezerra não está concedendo espontaneamente qualquer reajuste salarial aos procuradores mas, e tão somente, cumprindo com uma determinação legal.

Cumpre destacar que mesmo que seja uma obrigação, Fátima também terá que ter jogo de cintura na Assembleia para que a oposição não venda a ideia de que o governo não paga os salários em dia do funcionalismo público, do servidor que ganha menos, mas concede elevado reajuste aos procuradores. Repetimos: não há concessão espontânea, mas obrigação.

Fazer chegar aos norte-riograndenses que essa é a verdade, num cenário dominado por fake news e má vontade de grande parte da mídia potiguar com o governo, é o grande desafio de Fátima. Essa mensagem deve chegar de forma clara e eficiente a todos os municípios potiguares, notadamente aqueles em que a desaprovação do governo preocupa, como em Mossoró.

Em tempo: o estabelecimento dos subsídios dos ministros do STF e a vinculação dos salários dos magistrados e dos procuradores aos vencimentos daqueles estão previstos no inciso V do artigo 93 da Constituição Federal (CF 88).

Novidade no ar
Mossoró deve ganhar em breve mais uma opção de TV on line. A Operadora de Internet Brisanet articula a criação da TV Nordeste, um canal com os melhores programas das TV´s digitais transmitidas pela própria Brisanet.

Discutindo 2020
O polo Oeste do Partido dos Trabalhadores (PT) volta a se reunir no próximo dia 29/6, na sede do diretório da sigla em Mossoró.

Triste constatação
No Brasil de Bolsonaro, não precisa ter talento ou conhecimento, basta ter ódio. Principalmente se for ódio contra pobre. O mais interessante nesta questão toda é que o bolsonarismo tem levado pobre a ter raiva de pobre.

Violência doméstica
São preocupantes os índices de casos de violência doméstica em Mossoró, especialmente no que se refere à violência contra a liberdade sexual. A da três dias pelo menos um acusado de estupro é preso na cidade.

Plenária para greve
A sede regional do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Rio Grande do Norte (SINTE/RN) em Mossoró será palco da plenária para construção da greve geral do próximo dia 14/6. O encontro para planejamento das atividades será amanhã, a partir das 9h.

 

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...