Asfixia e inanição: projetos de governo

Triste, deprimente e lamentável, sob todos os ângulos, o que acontece em Manaus, com parte da população doente de covid morrendo por falta de oxigênio. O que tem vindo ao conhecimento da população é um festival de horrores provocado não só pela omissão de autoridades políticas, entre elas o presidente, mas e, sobretudo, da ação do governo federal em seu projeto de matar tantos quantos forem possíveis.

Interromper o carregamento de oxigênio para Manaus é só uma das nefastas ações dos quais Bolsonaro é capaz. Não se sabe o porquê, mas Bolsonaro adora ver gente morrendo. Talvez sua profunda relação com as milícias do Rio de Janeiro expliquem.

Não bastasse a completa ausência de políticas públicas e de assistência ao povo, sobretudo a mais pobre, o que ocorre em Manaus é significativo do que os brasileiros tem enfrentado com a atual gestão presidencial: asfixia e inanição. Está difícil respirar nos tempos atuais. Está complicado viver no Brasil de hoje. Pela vida, pelo desenvolvimento, pela paz, pela ciência, por direitos, por respeito, é preciso conter a sanha assassina de Bolsonaro, enquanto ainda é tempo.

 

DOAÇÃO DE OXIGÊNIO

O comediante Windhersson Nunes foi um dos primeiros a se manifestar e a agir de forma concreta para ajudar aos doentes de Covid em Manaus. Enviou carregamento de oxigênio para a cidade e ainda conclamou mais artistas a fazerem o mesmo.

 

PAZUELLO TROGLODITA

É bem verdade que o ministro (?) Eduardo Pazuello, da Saúde, cumpre a risca o seu (triste) papel de sabotar o sistema público de saúde, mas nas atividades solenes, como a de hoje em que houve a entrega de vacinas aos Estados, ele deveria ter um mínimo de polidez e educação. Pazuello precisa lembrar que nem todo mundo é seu subalterno. Ademais, ele exerce um cargo público passível de críticas e questionamentos.

 

PRIMEIRO PASSO

Apesar de Bolsonaro, o Brasil deu o primeiro passo na caminhada para superar a pandemia. Por todo o cenário que temos e, sobretudo por termos um presidente sabotando o processo, será leto e difícil, mas possível. Tenhamos fé.

 

QUEM AJUDOU

Pacientes de Manaus, a cidade mais bolsonarista do Brasil, estão sendo deslocados para Piauí, Bahia e Rio Grande do Norte. Estados governados pela esquerda comunista: Wellington Dias (PI), Rui Costa (BA) e Fátima Bezerra (RN).

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...