Caso Iasmin

Acusado de matar menina de 12 anos em Natal vai a júri popular

Marcondes responde pelos crimes de estupro de vulnerável, homicídio doloso triplamente qualificado e ocultação de cadáver. A expectativa é que a condenação chegue a uma pena de pelo menos 20 anos.

Começou na manhã desta quarta-feira (19) o júri popular do pedreiro Marcondes Gomes da Silva, acusado de matar a estudante Iasmin Lorena Pereira de Melo, de 12 anos. O julgamento acontece no Tribunal do Júri do Fórum Miguel Seabra Fagundes, no bairro de Lagoa Nova.

Marcondes responde pelos crimes de estupro de vulnerável, homicídio doloso triplamente qualificado e ocultação de cadáver. A expectativa é que a condenação chegue a uma pena de pelo menos 20 anos.

O crime aconteceu no dia 28 de março de 2018. A jovem saiu de casa para atender a um pedido da mãe de deixar uma quantia em dinheiro na casa de uma vizinha. No caminho, ela encontrou o pedreiro Marcondes da Silva, que também era vizinho dela, e trabalhava em uma residência. Foi nesse local que o corpo da menina foi encontrado.

Ao ser detido, Marcondes admitiu ter matado a garota. Ele contou que agiu sozinho, e disse que matou a menina após ela se negar a ter relações sexuais com ele.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...