Saúde

135 mil brasileiros vivem com HIV e não sabem

Seminário promovido pelo Hospital Rafael Fernandes nesta quinta-feira, 5/12, é ação do Dezembro Vermelho, que visa alertar para a prevenção da doença

O Ministério da Saúde acredita que 135 mil pessoas vivem com HIV no Brasil e não sabem. É fundamental incentivar pessoas que não se preveniram em algum momento da vida a procurar uma unidade de saúde e realizar o teste rápido. Com o tratamento adequado, o vírus HIV fica indetectável, ou seja, não pode ser transmitido por relação sexual, e a pessoa não irá desenvolver aids.
A conscientização das pessoas para que façam testes de detecção precoce da doença é um dos caminhos para que os soropositivos possam se submeter a tratamentos que permitem uma vida com qualidade, mesmo sendo portador da enfermidade.

Para discutir questões relacionadas à Aids e hepatites virais na perspectiva de alertar para a prevenção a essas doenças, o Hospital Rafael Fernandes, com o apoio da Coordenação Estadual de DST/Aids e Hepatites Viriais – SESAP, II Unidade Regional de Saúde e Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, promove o VIII Seminário de Atualização em HIV/Aids e Hepatites Virais das regiões Oeste, Alto Oeste, Assú e Salineira do Rio Grande do Norte, amanhã, a partir das 8h, no auditório da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, na rua Rui Barbosa, 95, Centro de Mossoró.

Segundo Leonardo Carlos Rodrigues de Menezes, diretor geral do Hospital Rafael Fernandes, o seminário é direcionado aos profissionais da saúde de uma maneira geral de Mossoró e dos municípios das regiões Oeste, Alto Oeste, Assú e Salineira do Rio Grande do Norte. Trata-se de uma ação do dezembro vermelho, que alerta para a prevenção à Aids.

PROGRAMAÇÃO – 8hàs 8h50 abertura. De 8h50 às 9h Apresentação de dados sobre Vigilância Epidemiológica do RN pela coordenadora do Programa de Controle das Doenças de Condições Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis da II Ursap, Kelly de Souza Martins Formiga da Escóssia.

Das 9h às 10h “Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticos (PCDT) para o HIV/AIDS: Principais atualizações do Ministério da Saúde”, pela infectologista do Hospital Giselda Trigueiro, Vanessa Campos Andrade de Melo . Das 10h20 às 11h “Cenário Atual das Hepatites no Brasil”, pela especialista em Hepatites, Marisa Monte da Gilead Sciences. Das 11h às 12h “Profilaxia Pré-Exposição (PrEP) e Profilaxia Pós-Exposição (PEP)”, a cargo da infectologista do Hospital Giselda Trigueiro, Vanessa Campos Andrade de Melo.

Das 14h às 14h40 “Atualização sobre Manejo da Transmissão Vertical da Infecção pelo HIV”, pela médica ginecologista e obstetra e Professora titular da Universidade Federal do Semi-árido (UFERSA), Cibelle Danielle da Silva Galvão. Das 14h40 às 15h10 “Imunização no Paciente vivendo com HIV/AIDS: Recomendações e cuidados especiais”, a cargo enfermeira do Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIE), Erotides Maria Garcia Justino. Das 15h50 às 16h30 “ Abordagem do HIV em População Vulnerável”, pela enfermeira Janaine Maria de Oliveira.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...