Sem posses

Vereadores de Mossoró não conseguem acumular patrimônio

Declaração apresentada pelos edis que tentam reeleição mostra que poucos são os que tem bens em seus nomes

Os vereadores de Mossoró não tem conseguido acumular patrimônio. É o que aponta levantamento feito pelo Portal do RN a partir da declaração de bens feita pelos candidatos à Justiça Eleitoral.

Dos atuais 21 vereadores, 16 vão disputar a reeleição. Gilberto Diógenes (PT), Maria das Malhas (PSD), Alex Moacir (PP), João Gentil (Rede) e Sandra Rosado (PSDB) desistiram da disputa.

Dos que estarão na disputa, poucos apresentaram bens em volume considerável. Apesar de ter um salário bruto superior a R$ 10 mil reais, há postulante à reeleição que não apresentou um bem sequer ao Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Rio Grande do Norte (TRE/RN). É o caso, por exemplo, dos vereadores em primeiro mandato Tony Cabelos (PP) e Aline Couto (PSDB).

Ainda chama a atenção a declaração de Flávio Tácito (PP), Vereador de 3 mandatos, Flavinho declarou bens no valor de R$ 2.182,91. Quem também declarou um patrimônio pequeno foi Francisco Carlos. Exercendo o segundo mandato, o vereador, que é servidor público municipal e professor universitário, além de ter exercido o cargo de secretário municipal da prefeitura de Mossoró, declarou ter apenas um apartamento em seu nome, com valor um pouco superior a R$ 88 mil.

Ricardo de Dodoca (PP), em terceiro mandato como vereador, declarou patrimônio de R$ 43.000,00.

O maior patrimônio declarado até agora é da atual presidente da Câmara, Izabel Montenegro, a Izabel da Caixa (MDB), seguido de Zé Peixeiro (PP), que declararam bens com valor superior a R$ 300 mil.

O Portal do RN não encontrou a declaração de Emílio Ferreira (PP). É provável que o vereador ainda não tenha apresentado o pedido de registro de candidatura ao TRE/RN.

Veja o patrimônio declarado pelos

1. Alex do Frango – PV – 166.860
2. Aline Couto – PSDB – nenhum bem declarado
3. Didi de Arnor – Republicanos – R$ 60.120.53
4. Flavinho Tácito – PP – R$ 2.182,91
5. Manoel Bezerra de Maria – PP – R$ 98.600,43
6. Ozaniel Mesquita – DEM – R$ 110.018,74
7. Izabel da Caixa – MDB – R$ 335.715,17
8. Petras Vinícius – DEM – R$ 178.068,82
9. Francisco Carlos – PP – R$ 88.073,70
10. Raério Cabeção – PSD – R$ 200.179,94
11. Ricardo de Dodoca – PP – R$ 43.000,00
12. Rondinelli Carlos – PL – R$ 234.000,00
13. Tony Cabelos – PP – nenhum bem declarado
14. Zé Peixeiro – PP – R$ 300.909,47
15. Genilson Alves – PROS – R$ 114.500,00
16. Emílio Ferreira – PP – não encontrado

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...