On line

Ufersa terá consulta remota para composição de lista tríplice

Em virtude da pandemia do novo coronavírus, Conselho Universitário aprovou escolha por meio do SIGEleição

Os membros do Conselho Universitário (CONSUNI) da Universidade Federal Rural do Semiárido (Ufersa) aprovaram, em reunião realizada no dia 11/5, a realização da consulta à comunidade acadêmica destinada à elaboração da Lista Tríplice para indicação do cargo de reitor aconteça de forma online, através do SIGEleição no Sistema Integrado de Gestão.

A pauta entrou em discussão devido à necessidade de medidas para mitigação da pandemia em decorrência da Covid-19. Com a decisão, o cronograma de todo o processo foi alterado e novas datas serão publicadas em edital na próxima segunda–feira, dia 18 de maio.

A previsão é que, na terça e quarta-feira, dias 19 e 20, aconteçam as inscrições dos(as) postulantes à Lista. Os nomes homologados deverão ser oficializados no dia 25 de maio e, logo na sequência, terá início o período de campanha e divulgação.

A campanha segue até o dia 14 de junho, data que antecede o pleito marcado para o dia 15, quando será disponibilizado no Portal Ufersa um acesso para o Sistema do SigEleição.

Ao longo da reunião, Marcos Tullyo Campos, chefe da Superintendência de Tecnologia da Informação e Comunicação – SUTIC, esclareceu as dúvidas e detalhou sobre o Sistema de Eleições.

O SIGEleição é um sistema de eleição online desenvolvido para SINFO-UFRN com objetivo de reduzir os esforços financeiros, logístico e humano necessários em qualquer processo eleitoral. O superintendente explica que ele foi concebido e melhorado ao longo do tempo, “baseando-se em técnicas e premissas de segurança, visando garantir a confiabilidade das eleições por ele geridas”.

Entre as características que chancelam o Sistema está o sigilo do voto, pois ninguém, em tempo algum, nem mesmo o administrador da base de dados, pode identificar um voto; os votos válidos são protegidos por uma chave criptográfica que apenas o presidente da comissão eleitoral possui; os resultados são auditáveis e, somente se todos os votos forem válidos e a quantidade de votos registrado for válida, o resultado da eleição é homologado e publicado.

O SIGEleição permite apenas 1 voto por pessoa, o que garante autenticidade do eleitor, ou seja, que ninguém possa votar no seu lugar e, possuindo mais de uma matrícula, apenas um voto será computado e na categoria de maior peso. Todo eleitor para entrar no sistema deve informar, pelo menos, um login e uma senha que são pessoais e intransferíveis, garantindo que só votaram as pessoas registradas.

Todas as páginas do sistema foram testadas para garantir que deficientes visuais consigam votar na eleição, mediante o uso de um software próprio que lê as informações na tela do sistema e, com isso, tenha garantido a acessibilidade.

Oficialmente, esta será a primeira experiência da UFERSA no uso do SIGEleição em consultas dentro da instituição. No entanto, a ferramenta já é amplamente utilizada por instituições como, por exemplo, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte, que realiza consultas internas, inclusive para o cargo de Reitor, através da plataforma.

As experiências exitosas e o aprimoramento do SIGEleição podem ser certificados em diversas publicações acadêmicas.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...