Modernização

Ufersa lançará nova Plataforma Sabiá no Dia Mundial da Água

Evento acontecerá dentro da programação do Seminário Águas Brasileiras e será realizado de forma virtual

Depois de um ano de preparação e de um intenso planejamento, a nova Plataforma Sabiá já tem dia e hora para entrar no ar oficialmente. Será terça, 23, a partir das 10h30, em solenidade virtual no Ministério do Desenvolvimento Regional, em Brasília.

O lançamento da Plataforma acontecerá dentro da programação do Seminário Águas Brasileiras, que irá discutir sobre a importância e os desafios da revitalização das bacias hidrográfica. O evento fará parte da comemoração ao Dia Mundial da Água, que é celebrado em 22 de março.

As temáticas da água e dos recursos hídricos serão bastante abordadas dentro da nova Plataforma Sabiá. A apresentação da nova Plataforma Sabiá na solenidade será feita pela reitora da Ufersa, a professora Ludimilla Carvalho, e pelo vice-coordenador da Plataforma, o professor Jean Berg Alves.

PLATAFORMA SABIÁ

É um portal online de serviços e soluções tecnológicas voltadas para atender as necessidades das cadeias produtivas do semiárido brasileiro. Tem o objetivo de integrar os agentes da cadeia produtiva do semiárido brasileiro reunindo em um único lugar pesquisadores, produtores, investidores, instituições, bancos e governo.

Entre as várias funcionalidades, a Plataforma Sabiá vai contar com Portfólios de Tecnologias, Transferência de Tecnologias, Fóruns, Banco de Editais, Investimentos em Pesquisas, Banco de Pesquisadores, Crowdfunding, Banco de Ideias, Cursos Gratuitos, Financiamentos de Compras, etc.

A Plataforma Sabiá é uma iniciativa da Universidade Federal Rural do Semi-Árido – Ufersa. Fundada em 1967, a então Escola Superior de Agricultura de Mossoró – ESAM, foi durante 38 anos a base da atual Ufersa, transformada em Universidade Federal em agosto de 2005. A instituição foi um divisor de águas para o interior potiguar e para o semiárido brasileiro. Referência nas ciências agrárias, a ESAM/Ufersa começou oferecendo o curso de Agronomia. Atualmente, a Universidade conta com 4 campi, 46 cursos de graduação e 18 programas de pós-graduação.

Apontada pelo MEC como uma das melhores instituições públicas de ensino superior do semiárido brasileiro, a Ufersa vem se destacando em rankings nacionais e internacionais como o da Times Higher Education THE. A cada ano, a instituição se consolida com uma universidade referenciada nas áreas de ensino, iniciação científica, pesquisa, extensão, inovação e sustentabilidade.

É neste celeiro de produção que está alicerçada a base da Plataforma Sabiá – a grande vitrine tecnológica do semiárido brasileiro. É a partir da Ufersa, na cidade de Mossoró (RN), que a Sabiá surge para abraçar a inovação, a tecnologia e o conhecimento e, assim, integrar todos os agentes da cadeia produtiva do rico bioma da Caatinga.

Além da Ufersa, a Plataforma Sabiá recebe a assinatura e a credibilidade do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), por meio do projeto Rotas da Integração Nacional. Nessa iniciativa, as Rotas se transformam em redes de Arranjos Produtivos Locais (APLs) voltadas para a promoção da inovação, diferenciação, competitividade e lucratividade dos empreendimentos associados, com foco no desenvolvimento regional.

LIVES DE LANÇAMENTO

Além da solenidade virtual em Brasília, a coordenação do projeto vai promover ao longo da semana várias lives temáticas. As LIVES serão transmitidas pelo Instagram oficial da Sabiá, sempre a partir das 19h. Siga a @PlataformaSabiá

Confira a programação: 

Segunda, 22/03 – Tema: Cursos Plataforma Sabiá – com a professora Adriana Guimarães

Terça, 23/03 – Tema: Funcionalidades da Plataforma Sabiá – com o analista em TI Nichollas Rennah (coordenador geral da Plataforma Sabiá)

Quarta, 24/03 – Tema: Proteção de dados na Plataforma Sabiá – com o professor Ulisses Reis

Quinta, 25/03 – Tema: Serviços e Editais na Plataforma Sabiá – com o professor Jean Berg Alves (vice-coordenador da Plataforma Sabiá)

Sexta, 26/03 – Tema: Sustentabilidade da Plataforma Sabiá – com o professor Kléber Formiga

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...