Saúde

Taxa de mortalidade cai em dois anos em Mossoró

Gestão atual também conseguiu diminuir o percentual de gravidez na adolescência

A taxa de mortalidade infantil vem caindo em Mossoró. O índice, que era de 12,43%, em 2017, quando a prefeita Rosalba Ciarlini assumiu, caiu para 9,24% dois anos depois, em 2019. O índice considera o grupo de mil nascidos vivos.

As políticas públicas de saúde também contribuíram para a queda na taxa de gravidez na adolescência. Esse percentual, em 2017 estava de 14,69%, caindo para 12,5% em 2018. No ano passado, houve um aumento desse percentual para 13,55%, mas ainda abaixo do registrado até 2017.

Para reduzir esses índices, a Prefeitura precisou repensar as práticas que eram direcionadas ao setor até 2016 e melhorou, substancialmente, a atenção direcionada às parturientes e às grávidas, com destaque para exames pré-natal, primeira infância, promoção do aleitamento materno e alimentação saudável. Com isso, em dois anos houve redução no índice de mortalidade infantil para 9,24% para cada mil nascidos vivos.

Proposta

Rosalba Ciarlini está buscando a quinta eleição e projeta, caso seja eleita, ampliar a oferta de saúde em toda a cidade, aperfeiçoando o atendimento ao usuário, com investimento na saúde básica e melhorando a logística para o atendimento. O foco será a prevenção.

Se indicadores mostram que houve avanço de 2017 a 2020, a prefeita Rosalba Ciarlini quer manter o avanço de novas conquistas na área da saúde. Para tanto, ela vai implantar o Centro de Informações e monitoramento de indicadores na área da saúde. O objetivo é fazer com que o setor possa dispor de mecanismos que possam nortear as ações estratégicas e facilitar a tomada de decisões com vistas ao melhoramento do serviço que chega ao cidadão, bem como avaliar os indicadores de Mossoró em tempo real.

As propostas que constam do plano de governo apresentado por Rosalba Ciarlini à Justiça Eleitoral amplia o que já existe, em termos de infraestrutura e de atendimento em si, garantindo para o cidadão a certeza de que a administração municipal tem a preocupação em atender o que preconiza o Sistema Único de Saúde (SUS), ofertando o que a sociedade precisa.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...