Assalto em UBS

Styvenson poderá ser processado por acusar servidores por roubo

Sindicatos repudiam declarações do parlamentar e ação judicial está sendo analisada

Ainda repercute muito mal as acusações feitas pelo senador Styvenson Valentim (PODEMOS) contra servidores da Unidade Básica de Saúde (UBS) de Ponta Negra. Valentim acusou, por uma rede social , os trabalhadores de terem roubado as vacinas contra a Covid.

O assalto à UBS de Ponta Negra, do qual Styvenson acusa os servidores de serem autores, ocorreu na última segunda-feira, 22/3. Na oportunidade, foram levadas 20 doses do imunizante. “Não bastava os profissionais da saúde fingindo que aplicava injeção para ficar com ela… agora perderam a timidez e partiram pro assalto”, acusou o senador, sem provas.

O Sindicato dos Servidores da Prefeitura de Natal (SINSENAT) e o Sindicato dos Servidores da Saúde do Rio Grande do Norte (SINDISAÚDE/RN) repudiaram a acusações de Styvenson. O Sindisaúde/RN estuda processar o senador. Para isso, já mobiliza os servidores acusados injusta e criminosamente por Styvenson.  O senador parece que vai apostar no esquecimento para se livrar da responsabilidade sobre o seu ato. Styvenson apagou a postagem incriminadora de suas redes sociais. Ao não provar as acusações que imputou aos trabalhadores, o parlamentar poderá ser processado pelo crime de calúnia, previsto no artigo 138 do Código Penal (CP). Importante lembrar que Styvenson é formado em Direito e tem pós-graduação em Direito Penal e em Direito Processual Penal, conforme informa em suas redes sociais. O Sindisaúde/RN divulgou nota de repúdio.

 

NOTA DE REPÚDIO DO SINDSAÚDE/RN AO SENADOR STYVENSON VALENTIM (PODEMOS)

 

O Sindsaúde/RN manifesta seu veemente repúdio às declarações do senador Styvenson Valentim (Podemos), que levantou uma falsa acusação, sem provas, contra os profissionais de saúde sobre o assalto à Unidade Básica de Saúde de Ponta Negra, Natal/RN.

Em uma rede social, o senador acusa os trabalhadores da saúde por terem participado do assalto que ocorreu na última segunda-feira (22), na qual criminosos invadiram a unidade e fizeram os trabalhadores da saúde de reféns, levando 20 doses da vacina Coronavc, imunizante contra a Covid-19. Além dessa grave denúncia criminosa, o senador também acusou os profissionais da saúde de fingirem as aplicações da vacina para ficarem com elas.

Tais declarações são muito graves e devem ser repudiadas. Contraditoriamente, o senador utiliza sua posição para caluniar e difamar esses trabalhadores e trabalhadoras da saúde estão há mais de um ano atuando na linha de frente no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. Esses profissionais estão fazendo tudo que podem para salvar vidas, mesmo diante de governos negacionistas, e que não priorizam a saúde pública e a vida da população.

No início da pandemia, esses trabalhadores da saúde foram comparados a heróis, mas heróis tem poderes. Por outro lado, há políticos poderosos que poderiam salvar vidas, mas preferem debochar das mortes, preferem ridicularizar a ciência, preferem fazer acusações contra os trabalhadores da saúde que tanto se dedicam para atender e cuidar da população.

Esses trabalhadores estão exaustos fisicamente e psicologicamente, estão adoecendo por causa da sobrecarga, do cenário de guerra nas unidades, de atuar em condições precárias, de ter que escolher quem recebe oxigênio porque faltam leitos de UTI para atender a população.

Nós do Sindsaúde/RN repudiamos as declarações do senador Styvenson que teve o único intuito de desmoralizar e insultar aqueles que lutam incansavelmente por uma saúde pública de qualidade. É o senador que deve responder criminalmente por atentar contra a honra, a imagem e a dignidade de pessoas que estão arriscando suas vidas na linha de frente. Exigimos respeito e justiça!

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...