Virtual

Sindiserpum vai discutir aulas remotas em assembleia hoje

Professores e supervisores estão sendo convocados para participar da atividade a partir das 16h

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (Sindiserpum) vai realizar discussão com os profissionais da educação da rede municipal de ensino sobre as atividades remotas.

Será durante asembleia virtual que será realizada nesta sexta-feira, 22/5, às 16h e que terá como pauta a discussão sobre aula remota na educação pública e a proteção dos professores e professoras. Estão sendo convocados os professores(as) e supervisores(as).

A assembleia vai ser realizada pela plataforma Google Meet e serão debatidos, além dos conceitos de certo ou errado, questões práticas e precauções a serem tomadas diante da implementação da aula remota na rede municipal de ensino.

A presidenta do Sindiserpum, Marleide Cunha, fez uma avaliação breve sobre a questão da aula remota. Leia abaixo:

“A história da educação brasileira é marcada pela luta dos educadores para garantir o acesso universal à educação básica. Agora, esse acesso a educação está sendo destruído com uma política em massa de implantação de aulas remotas na escola pública, por meio de um sistema de EaD camuflado e totalmente precarizado.

A Secretaria de Educação de Mossoró vai excluir milhares de crianças e adolescentes do acesso ao ensino e obrigar instantaneamente centenas de professores a realizarem um trabalho para o qual não tem nenhuma formação.

A Secretaria de Educação joga a aula remota nos ombros das escolas, professores e famílias sem garantir os meios de acesso às tecnologias. Se o Município quer implantar aula a distância, mesmo que emergencial, precisa seguir as regras do decreto 9057 de 25/05/2017, que exige a utilização de meios e tecnologias de informação e comunicação com pessoal qualificado, com políticas de acesso, com acompanhamento e avaliações adequadas, etc.

E mesmo assim, ainda é controverso essa aula a distância na educação básica, ainda mais na educação infantil e ensino fundamental. Nós vamos estar atentos e utilizando os meios possíveis para garantir o direito das crianças ao ensino aprendizagem e o direito e proteção dos professores. Não bastasse as profundas desigualdades sociais neste país, agora estamos aumentando a exclusão das oportunidades de aprendizagem, dentre os já excluídos de tudo.”

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...