Turismo

Rota das Falésias começa a se consolidar no Rio Grande do Norte

Agentes de turismo visitaram e conheceram os atrativos do roteiro turístico. Essa é a primeira ação de divulgação e comercialização após a rota passar a integrar os municípios do Polo Costa Branca

Após a inclusão de atrativos turísticos potiguares, a Rota da Falésia começa a se estrutura como um roteiro regional no Rio Grande do Norte. Um grupo de 40 agentes de viagem participaram de um famtour para conhecer os equipamentos e atrativos turísticos que estão localizados no litoral do Ceará e no Polo Costa Branca, no Rio Grande do Norte. A ação faz parte das estratégias de divulgação e comercialização do roteiro e é fruto de uma parceria do Sebrae nos dois estados, empreendedores do setor e uma das principais operadora de turismo do país, a CVC Turismo.

O famtour foi realizado na primeira quinzena do mês e os agentes puderam as potencialidades da região, que é caracterizada por um litoral com belas praias e, como o próprio nome sugere, repleto de falésias e dunas. Para o gestor do Projeto Setorial de Turismo no Sebrae no Rio Grande do Norte, Yves Guerra, essa missão iniciar de fato a divulgação e ações comerciais conjuntas da Rota das Falésias após a aprovação, no fim do ano passado, da integração dos municípios potiguares nesse roteiro.

Segundo Yves Guerra, o Sebrae está traçando uma série de ações para tornar o destino no lado potiguar ainda mais atrativo. “Estamos fazendo um trabalho no Parque Nacional de Furna Feia, onde há uma das maiores concentrações de cavernas do Nordeste, criando uma estrutura de apoio ao turista que visita a região, assim como a parte de identidade visual do parque”, explica o gestor.

O lado potiguar da Rota das Falesias tem produtos turísticos culturais, de sol e mar, esportivos e de eventos e negócios. Na região da Costa Branca, é possível conhecer sítios históricos em Mossoró, participar de manifestações culturais e visitar salinas e empresas produtoras de frutas. O turista também pode conhecer as praias e fazer passeios de barco, além de praticar atividades náuticas e de aventura, como o windsurf, kite surf e voo livre.

O famtour serviu justamente para mostrar essas potencialidades, uma forma a proporcionar aos agentes mais informações sobre os destinos e equipamentos disponíveis no roteiro, para que eles possam direcionar melhor os produtos para os clientes. A ação está conectada com a estratégia do Sebrae de trabalhar em suas rotas turísticas os alicerces da modelagem de Destinos Turísticos Inteligentes, de forma a ampliar a contribuição da atividade turística no desenvolvimento da região, fortalecimento dos elos da cadeia de valor e aumento da competitividade do destino e dos pequenos negócios.

Para o coordenador da CVC no Ceará, Pedro Júnior, a missão técnica foi um momento de descoberta. “Como toda a visita foi guiada, os agentes puderam ter um olhar diferente sobre todo o potencial dos atrativos do litoral cearense e potiguar. A missão cumpriu o seu objetivo pois conseguiu encantar os próprios cearenses”. Segundo ele, o grupo também ficou surpreso com o potencial turístico do Rio Grande do Norte. “A surpresa maior com o estado vizinho é pela falta de conhecimento dos atrativos. As pessoas ficaram extasiadas com o passeio de barco por uma região de salinas”.

Na opinião de Pedro Júnior, a Rota das Falésias possui um grande potencial para a atração de turistas, sendo necessária apenas a intensificação da divulgação dos atrativos. “Desde o ano passado temos divulgado a rota em todo o Nordeste e isto tem sido possível graças a importante pareceria existente entre o Sebrae, CVC e empreendedores locais”.

A Rota das Falésias é um roteiro que reúne os atrativos e equipamentos turísticos dos municípios de Aquiraz, Eusébio, Pindoretama, Cascavel, Beberibe, Fortim, Aracati e Icapuí, fruto de uma parceria entre Sebrae e empreendedores locais. Entre seus atrativos estão as praias do Porto das Dunas, Prainha, Águas Belas, Caponga, Morro Branco, Praia das Fontes, Pontal de Maceió, Canoa Quebrada, Redonda e Peroba.

Desde dezembro do ano passado, também passaram a fazer parte do roteiro os municípios de Tibau, Grossos, Areia Branca, Porto do Mangue e Mossoró, todos integrantes do Polo Costa Branca do litoral do Rio Grande do Norte.

Agência Sebrae

 

Notícias semelhantes