Combate à Covid

RN já distribuiu mais de 94% das vacinas recebidas

Dados são da plataforma Mais Vacina, que faz acompanhamento do processo de imunização em solo potiguar

O Rio Grande do Norte já distribuiu aos municípios 94.36% das doses de vacinas contra a Covid recebidas do Ministério da Saúde. Os dados estão disponíveis na Plataforma RN Mais Vacina, sistema digital do governo de acompanhamento do processo de imunização em território potiguar.

De acordo com as informações do RN Mais Vacina, o Rio Grande do Norte recebeu 387.040 doses da Coronavac e 83.500 doses da vacina de Oxford/Astrazeneca, totalizando 470.540 vacinas recebidas. Desse quantitativo, 444.027 já foram repassadas aos municípios.

A Plataforma RN Mais Vacinas aponta ainda que a Secretaria Estadual de Saúde Pública (SesapRN) tem em seu estoque 5.613 doses, que é a chamada reserva técnica. Das doses distribuídas às prefeituras até agora, 97.205 foram para a aplicação da segunda doses da imunização. O sistema aponta que até agora foram vacinadas 167.905 pessoas. Dessas, 56.112 receberam também a segunda dose.

Nos últimos dias, foram levantados, por setores da imprensa potiguar, questionamentos sobre possível atraso no processo de imunização na vacinação no Rio Grande do Norte.

O secretário estadual de Saúde, Cipriano Maia, falou, em entrevista ao Bom Dia RN, da TV Cabugi, na manhã de hoje, que a vacinação segue dentro do ritmo possível dentro dos parâmetros estabelecidos pelo Plano Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde e em conformidade com a disponibilidade de doses.

Segundo Cipriano Maia, o Rio Grande do Norte está recebendo do Ministério da Saúde doses com base nas estimativas populacionais e a distribuição aos municípios tem ocorrido em 24 horas após a chegada do imunizante em solo potiguar.

O secretário ressaltou que algumas unidades federativas tem avançado um pouco mais na vacinação por causa da situação de maior gravidade da pandemia, casos, por exemplo do Amazonas e até de alguns Estados do Nordeste. “Com o agravamento da crise no RN, vamos solicitar doses adicionais ao Ministério da Saúde”, afirmou o secretário.

Cipriano Maia destacou ainda que a apresentação de uma baixa cobertura vacinal pode estar relacionado ao processo de alimentação dos sistemas eletrônicos. “Alguns municípios já fazem a alimentação de forma instantânea, já outros levam até 30dias para fazer essa alimentação”, explicou.

O secretário disse também que a vacinação será intensificada essa semana já que o Ministério da Saúde autorizou a que Estados e municípios utilizem todas as doses que tiverem para aplicar como primeira dose.

Cipriano Maia ainda fez um apelo a todos os gestores para que façam intensa mobilização para aplicar todas as doses que tiverem disponíveis. “Pedimos que vacinem da forma mais célere possível adotando-se as precauções para que não ocorram aglomerações”, finalizou.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...