Investigação

Polícia indicia nove pessoas por morte de jovem espancado no RN

O rapaz foi espancado durante a festa de comemoração ao resultado das eleições no município de São Miguel

A Polícia Civil concluiu um inquérito e indiciou nove pessoas pelo crime de homicídio qualificado do vendedor Francisco Douglas Gonçalves, de 23 anos.

O jovem foi espancado por um grupo no dia 15 de novembro do ano passado, durante a festa de comemoração ao resultado das eleições no município de São Miguel, no Oeste potiguar. Ele foi socorrido, mas teve a morte cerebral confirmada 12 dias depois.

O delegado Cristiano Gouveia, responsável pelo caso, informou que o inquérito será encaminhado ao Ministério Público, que vai analisar se há necessidade de novas diligências ou se o material já está pronto para o oferecimento de denúncia à Justiça. Dos nove indiciados ouvidos pela polícia, apenas um confessou o crime.

O homem disse que a vítima havia “incomodado” as namoradas e esposas de alguns dos agressores. Porém os outros suspeitos negaram o crime e disseram que estavam apenas tentando separar a briga.

Ainda de acordo com o delegado, o inquérito foi concluído com base no depoimento de testemunhas e também nas imagens colhidas pela polícia, que mostram o momento em que Francisco foi agredido.

No início das investigações, a polícia pediu a prisão preventiva dos suspeitos, o que foi negado.. Por outro lado, a Justiça determinou medidas restritivas de locomoção dos indiciados, que ainda estão em vigor.

O caso

Logo após a divulgação do resultado das eleições, no dia 15 de novembro, a população de São Miguel se reuniu próximo à prefeitura, no centro da cidade, para comemorar a vitória dos eleitos. Durante a festa, houve uma confusão e Francisco foi espancado.

Na época, o pai do jovem, Juarez Gonçalves, disse que não sabia o que teria motivado as agressões. “Eu não sei o que aconteceu. Só que levaram ele para o hospital lá de São Miguel. Ele foi atendido e depois ficou insistindo para ir pra casa, dizendo que estava bem. Aí quando chegou em casa, passou mal e teve que voltar para o hospital”, contou Juarez.

Depois de retornar ao hospital, Francisco Douglas foi intubado e transferido na madrugada do dia 16 para o Hospital Dr Cleodon Carlos de Andrade, em Pau dos Ferros. No dia 18, foi encaminhado ao Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, onde entrou em coma.

A Polícia Civil abriu uma investigação por tentativa de homicídio. Porém, o jovem teve morte cerebral confirmada no dia 27 de novembro. Com a morte de Francisco Douglas, o caso passou a ser investigado como homicídio qualificado.

G1 RN

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...