Opinião

Para empresários, Brasil precisa resolver questão política para salvar economia

Empresários repercutem denúncias contra o presidente Michel Temer

Empresários e executivos afirmaram que o Brasil precisa agir rápido para que a tendência de recuperação da economia percebida nos últimos meses não seja revertida pela nova crise política que se instalou no País após a delação negociada entre os donos da JBS e a Polícia Federal envolver o presidente Michel Temer.

O presidente da Suzano, Walter Schalka, afirmou que a renúncia é o melhor caminho: “Eu acho que o melhor para o Brasil agora é a renúncia. A segunda melhor alternativa para o Brasil agora é a chapa Dilma-Temer ser cassada. A terceira é o impeachment. E a quarta e pior alternativa é a permanência do Michel Temer sem legitimidade e credibilidade.”

Walter Schalka,

presidente da Suzano

“É muito preocupante, porque o Brasil vinha num ciclo virtuoso que obrigatoriamente vai ser suspenso por essa situação que nós estamos vivenciando. E aí eu acho que nós deveríamos ter uma situação em que nós conseguíssemos sair dessa crise institucional que nós estamos vivendo hoje mais fortes para o futuro se nós fizermos uma transição de governo imediata e com alguém que tenha credibilidade de continuar as reformas tão necessárias para o Brasil. É impossível o Brasil não fazer as reformas e quanto mais tempo a gente esperar por elas, pior será.”

“Temos que agir rápido e num processo que tenha solução institucional que seja dentro da Constituição brasileira e que respeite a possibilidade de continuar o processo tão necessário de reformas para o Brasil. E não falo só das reformas econômicas, mas da política também, que ficou mais forte agora.”

“Nós precisamos de gente que tenha legitimidade e credibilidade, é a única alternativa que temos para não interrompermos o início desse ciclo virtuoso que estávamos vivendo. Eu estou saindo do congresso do Itaú, em Nova York, e os investidores estão completamente decepcionados com o que está ocorrendo no Brasil. Eu tive reunião com investidores ontem (na quarta-feira), e o clima era absolutamente positivo. Hoje, o pessoal está vendendo o Brasil, não sabe mais o que vai acontecer. Temos de reverter isso rapidamente. Passamos a sangrar o Brasil de novo, precisamos agora estanca-la.”

“Eu acho que o melhor para o Brasil agora é a renúncia. A segunda melhor alternativa para o Brasil agora é a chapa Dilma-Temer ser cassada. A terceira é o impeachment. E a quarta e pior alternativa é a permanência do Michel Temer sem legitimidade e credibilidade.”

Luiza Trajano,

presidente do conselho e fundadora do Magazine Luiza

“Primeiro eu acho que tem de ser apurado tudo direitinho, não dá para deduzir nada antes de apurar. Segundo eu acho que a economia está cada vez mais se descolando da política, eu acho que isso está sendo positivo. Eu espero que não atrapalhe a economia e nem faça a gente voltar para trás, que o Congresso tenha o juízo de aprovar o que tem de ser aprovado. É um momento delicado, mas eu espero que se privilegie o País e não as forças políticas, as forças contrárias ao Brasil. Eu espero que todo mundo tenha um senso de responsabilidade para o País. Eu acho que as reformas são importantes, a gente sabe disso, porque o País precisa se modernizar. Eu espero que não paralise o País, que as pessoas que dirigem o País tenham alternativas rápidas para redirecionar (a economia).”

Agência Estadão

Notícias semelhantes