Pandemia

Oeste volta a ter maior taxa de ocupação de leitos Covid no RN

De 19 hospitais especializados no atendimento a pacientes da doença, 4 estão com todas as unidades ocupadas

A região Oeste, capitaneada por Mossoró, voltou a registrar a maior taxa de ocupação de leitos de Unidade de Teraia Intensiva (UTI) para pacientes com Covid. O índice de hoje é de 62,5% e chegou a 65% ontem.

Na região metropolitana de Natal a taxa de ocupação é de 55%, enquanto que no Seridó é de 54,3%. A taxa gera no Estado é de 57,7%. Em todo o Rio Grande do Norte, dos 253 leitos UTI existentes, 142 estão ocupados, 104 disponíveis e 7 bloqueados.

Já a ocupação de leitos clínicos está um pouco abaixo desses percentuais. São 168 unidades com pacientes (taxa de 54%) de um total de 311 instalados. Há hoje 135 leitos vagos e 8 bloqueados.

Por unidade hospitalar, os dados mostram preocupação em alguns casos. Em 4 dos 19 hospitais com leitos para pacientes Covid, a taxa de ocupação é de 100%: Hospital Maternidade do Divino Amor (Parnamirim), Hospital Regional Cleodon Caros de Andrade (Pau dos Ferros), Hospital Regional Hélio Morais Marinho (Apodi) e Hospital Rio Grande (Natal).

Outras 4 unidades estão com média de ocupação de 70%: Hospital Regional Tarcísio Maia (Mossoró), Hospital de Campanha Covid (Natal), Hospital Rafael Fernandes (Mossoró) e Hospital João Machado (Natal).

A menor taxa de ocupação é do Hospital Maternidade Infantil Integrada de São Paulo de Potengi, que é de 16,7%.

DADOS – O Rio Grande do Norte registrou mais de 800 novos casos de Covid em 24 horas, entre terça e quarta-feira e agora tem 137.557 casos confirmados da doença. Há ainda 77.837 pessoas com suspeita de contaminação.

Até agora foram descartadas 317.644 notificações (exames cujos resultados deram negativo) e o número de curados chegou a 59105. O Estado registrou até hoje 3.259 mortes por causa da doença.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...