O semiárido é tão simples, que é importante!

LUDIMILLA OLIVEIRA É REITORA DA UFERSA

O cenário é mesmo encantador e nos desafia, ora quando tudo parecer ter fim é apenas o recomeço. Assim, é a paisagem seca, de aspecto rosado, caules retorcidos, folhas caducas e espinhos é preciso resistir a estiagem com muita esperança e nossa natureza sabe muito bem.

Nem precisa tanta chuva que o lugar cinza e aparentemente inóspito, já se torna viçoso, cheio de vida, pássaros cantando, céu cheio de nuvens e muitos sonhos para a próxima colheita. O tempo chuvoso, é tempo de expectativas, de realizações e um caminho para grandes conquistas.

O alvorecer é enunciado, com à disposição para mais um dia de trabalho, de semeadura de sonhos, o amanhã será sempre diferente.

As lições da natureza simples do nosso semiárido, dão conta de uma complexidade transformadora de realidade em diferentes momentos. O semiárido é a representação da simplicidade natural, revestida de importância, em tempos de dificuldade.  É o expoente da metamorfose divina condicionada ao olhar para o céu.

É por isso, que o semiárido surpreende, ele depende do céu. Depende da Onipotência num Universo belo, incontestável em sua imponência, mas a sua simplicidade, constrange com o amor o Criador e de lá, vem o nosso alento na hora da dor, e de lá os sons alegres que transversalizam a alma do ser humano que convive com   o semiárido.

Raios e trovoadas, a chuva é nossa fonte de vida, de alegria. Afinal é de água que o semiárido precisa. A alvorada, é inspiradora numa manhã após uma noite chuvosa em pleno sertão. São mistérios que só mesmo quem vive no deslumbrante e enigmático semiárido sabe de sua relevância.

Uma coisa tenho por certo: o semiárido é resultado das lições divinas mais difíceis para o ser humano aprender. É nele, que o Criador sugere aos humanos pensar a aridez enxergando a abundância, a prosperidade em tempos de seca, alternativas em áreas remotas, solução onde não existe saída, luz na escuridão. Então, é mesmo o semiárido o palco de grandes realizações, pois é do nada que temos o tudo.

Pensar no semiárido, é pensar com atitude, com estratégias, com ações vislumbrando o futuro, sem esquecer do passado, sabendo viver o presente. O semiárido é mesmo o lugar que a sabedoria tem seu espaço de destaque, que a ciência se curva diante das intempéries naturais para ver crescer e  desenvolver a ciência ,  a tecnologia, a inovação , a educação e acima de tudo faz da batalha  um espaço de vitória.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...