Covid-19

Ministério da Saúde diz que vacinação vai ocorrer simultaneamente no país

Pasta afirmou que vacinas produzidas pelo Butantan serão adquiridas pelo governo federal

A vacinação contra a Covid-19 deverá ocorrer simultaneamente em todo o Brasil, com distribuição proporcional de doses entre os estados da federação, de acordo com informação divulgada pelo Ministério da Saúde neste sábado (9).

De acordo com a pasta, em reunião com o Instituto Butantan, o governo afirmou que as 100 milhões de doses produzidas pela instituição serão incorporadas ao Programa Nacional de Vacinação (PNI) contra o coronavírus. O Butantan é o responsável por desenvolver o imunizante CoronaVac em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac.

“Representantes do Ministério da Saúde e do Instituto Butantan acertaram que a totalidade das vacinas produzidas pelo laboratório paulista serão adquiridas pelo Governo Federal e incorporadas ao Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19″, garantiu a pasta.

O ministério acrescentou que, assim “os brasileiros de todo o país receberão a vacina simultaneamente, dentro da logística integrada e tripartite, feita pelo Ministério da Saúde e as Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde.”

Por fim, a pasta ressaltou que a campanha de vacinação deve começar “tão logo os imunizantes recebam autorização da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) – para uso emergencial ou o registro definitivo”.

Na última sexta-feira (8), o estado de São Paulo informou que irá manter o início da vacinação no estado, previsto para o próximo dia 25 de janeiro, independente do planejamento federal de imunização.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support