Coronavírus

Lacen vai fazer testes apenas em casos suspeitos dos grupos de risco

Além disso, exames de profissionais de saúde com sintomas também serão analisados.

O Laboratório Central Dr. Almino Fernandes (Lacen) divulgou nesta quinta-feira- (2) uma nota técnica definindo os novos critérios para realização de testes de casos suspeitos do novo coronavírus no Rio Grande do Norte. Os exames realizados no laboratório são recebidos dos serviços de saúde do estado.

O Lacen vai passar a aceitar apenas casos suspeitos de pacientes que pertençam aos grupos de risco, ou seja, tenham mais de 60 anos ou sejam pacientes com comorbidade. Além disso, exames de profissionais de saúde com sintomas também serão analisados. Todos esses casos serão recebidos caso haja o exame até o sétimo dia após o aparecimento dos sintomas.

O motivo para a restrição é racionalização dos kits de coleta, “uma vez que há desabastecimento dos insumos necessários para a realização dos testes em âmbito nacional”, informou o Lacen.

As amostras fora desses critérios serão rejeitadas pelo laboratório. “É imprescindível no contexto mundial de desabastecimento e dificuldade de fornecimento dos insumos necessários ao diagnóstico laboratorial do Covid-19 que haja racionalização no uso dos materiais”, disse o diretor administrativo do Lacen, Derley Galvão.

Além disso, serão também coletadas e recebidas as amostras de todos os pacientes internados que atendam a definição de caso para Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

Os pacientes como comorbidade são os com diabetes mellitus, hipertensão arterial, cardiopatia, doença pulmonar crônica, neoplasias malignas e gestação de risco.

“A solicitação dos exames de acordo com os critérios preconizados pelo Ministério da Saúde contribuirá para que não faltem materiais e exames para os casos graves e populações de risco”, reforçou Derley Galvão.

*Com informações do G1 RN

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...