116° Homicídio

Investigado no latrocínio de servidor da UERN é morto próximo ao Itep em Mossoró

Para a DHPP o crime tem características de queima de arquivo, uma vez que Felipe era investigado no latrocínio e poderia apontar os verdadeiros participante do crime, mas não descarta a hipótese de vingança.

Após nove dias sem mortes violentas a cidade de Mossoró volta a registrar crime de homicídio. O caso aconteceu no início da tarde desta quarta feira, 14, na rua Vicente Fernandes no bairro Nova Betânia. A vítima identificada como Felipe Rodolfo da Silva, de 30 anos, natural de Belo Horizonte/MG foi assassinado com seis disparos de arma de fogo.

Segundo informações repassadas pela Divisão de Homicídios, Felipe era investigado no latrocínio ocorrido no dia 03 de junho deste ano, no Abolição II na qual foi vítima o servidor público estadual Hiroito Gonçalves Falcão, que trabalhava na Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). Ele, que foi morto na calçada do ITEP, tinha ido aquele órgão realizar exame de papiloscopia, a pedido da Delegacia de Furtos e Roubos que investiga o latrocínio.

Ainda de acordo com as informações, Felipe Rodolfo chegou no local, estacionou sua moto Yamaha Fazer de cor preta, e quando saiu para entrar no ITEP foi surpreendido por dois homens que chegaram em uma moto tipo Bros de cor vermelha e efetuaram seis disparos contra ele, sendo três na região da cabeça e três na região torácica, tendo morte instantânea.

Para a DHPP o crime tem características de queima de arquivo, uma vez que Felipe era investigado no crime de latrocínio e poderia apontar os verdadeiros participante do crime, mas não descarta a hipótese de vingança.

Após os trabalhos de perícia realizados pela equipe do ITEP com acompanhamento da Divisão de Homicídios, o corpo de Felipe Rodolfo da Silva foi recolhido do local e encaminhado ao setor de medicina legal do órgão para ser necropsiado e depois liberado para sepultamento.

Familiares do Rapaz, que estiveram no local do crime, informaram à DHPP que Felipe era concursado da Polícia Militar do Maranhão e estava aguardando ser convocado pela corporação.

Com mais um crime de homicídio registrado em Mossoró, a cidade passa a contabilizar 116 assassinatos neste ano de 2017.

Fim da Linha

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...