Silêncio

FEMURN ignora consórcio intermunicipal por vacinas

Entidade que reúne municípios potiguares não se manifestou uma única vez sobre o assunto até agora

A Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (FEMURN) vem ignorando totalmente a proposta feita pela Frente Nacional de Prefeitos de se constituir um consórcio intermunicipal para compras de vacinas.

A FEMURN tem, em seu portal, algumas postagens em que se refere a vacinas. Numa delas, ela diz cobrar da bancada federal que se empenhe junto ao Governo Federal para que consiga o imunizante para o Estado. Noutra, reproduz uma matéria da Confederação Nacional dos Municípios (CMN) em que a CNM pede à União urgência na aquisição de vacinas.

Já a FEMURN, por si mesma, não lançou sequer uma nota sobre o consórcio intermunicipal, ou para estimular a adesão dos municípios ou para dizer seu posicionamento sobre a proposta.

O movimento das cidades brasileiras por mais vacinas na pandemia do coronavírus teve início após o Supremo Tribunal Federal (STF) autorizar que estados e municípios comprem e distribuam doses do imunizante.

Desde a segunda metade do mês de fevereiro que a FNP vem discutindo, por meio da sua Comissão de Vacinas, sobre a proposta de se criar o Consórcio de Municípios por Vacinas. Embora essa possibilidade de compra de vacinas pelas prefeituras seja a tônica dos debates em todo o país desde o mês de fevereiro, a FEMURN se mantém silente sobre o assunto. O RN é um dos Estados brasileiros com menor adesão à proposta.

A FEMURN tem como presidente Anteomar Pereira da Silva (“Babá”), prefeito de São Tomé  e o restante da diretoria é composta por Júlio César Soares Câmara, prefeito de Ceará-Mirim (1º vice-presidente), Luciano Silva Santos, prefeito de Lagoa Nova ((2º vice-presidente) Valdenício José da Costa, prefeito de Tibau do Sul (3º vice-presidente), Marina Dias Marinho, prefeita de Jandaíra ((4º vice-presidente) e Kerles Jácome Sarmento , prefeito de Marcelino Vieira ((5º vice-presidente).

O Portal do RN tentou um contato com o presidente da FEMURN, Anteomar Pereira e com o secretário geral da entidade, Fábio Dantas, mas ambos não atenderam as ligações feitas nem retomaram o contato com nossa reportagem.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...