Crítica

Fábio Faria chama Fátima Bezerra de “cara de pau” e “mentirosa”

Ministro criticou governadora e afirmou que Bolsonaro comprou todas as vacinas utilizadas no país

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, disse nesta quinta-feira (24/6) que a a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), é “cara de pau” e “mentirosa” por, segundo ele, atribuir ao governo estadual a compra de vacinas contra a covid-19.

O chefe do ministério também afirmou que o governo não repassou R$ 20 milhões em recurso para a obra da Barragem de Oiticica. O empreendimento recebeu visita técnica do governo federal e da comitiva do presidente Jair Bolsonaro.

“Aqui o governo federal do presidente Bolsonaro via MDR [Ministério do Desenvolvimento Regional] já investiu R$ 280 milhões, vai passar de R$ 300 [milhões]. E apenas R$ 20 [milhões] da governadora do Estado, que era para colocar para Oiticica, o dinheiro não está aqui”, disse.

Fábio Faria completou: “No site oficial, a governadora cara de pau dizendo que toda semana adquire 50 mil vacinas para o Estado do Rio Grande do Norte, ela não adquire nenhuma, porque todas as vacinas até hoje aplicadas no Brasil foram compradas, adquiridas e pagas pelo presidente Jair Messias Bolsonaro. A governadora nada mais faz do que receber as vacinas e distribuir para os prefeitos aplicarem”

A chefe do Executivo local faz oposição ao governo Bolsonaro e aos ministros Fábio Faria, do PSD, e Rogério Marinho, que está sem partido. Tanto Faria quanto Marinho foram eleitos deputados federais em 2018 pelo Estado.

BARRAGEM DE OITICICA – O presidente Jair Bolsonaro fez visita técnica à Barragem de Oiticica, em Jucurutu. O empreendimento vai receber as águas do Eixo Norte do projeto de integração do Rio São Francisco. O governo deve liberar mais R$ 38 milhões para garantir a sua continuidade. Toda a obra está orçada em R$ 657,2 milhões e o governo espera a conclusão até dezembro de 2021.

Com mais 90% de execução, segundo estimativas do governo, quando pronta a barragem deve trazer segurança hídrica para cerca de 330 mil pessoas, nos municípios de São José do Seridó e Caicó, além do Vale do Açu e da região central do estado. O empreendimento foi idealizado em 1950, mas só começou a ser construído no governo da ex-presidente Dilma Rousseff, em 2013.

 

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...