UFERSA

Estudantes denunciam tentativa de golpe

Segundo os alunos, Conselho Universitário estaria pressionando por golpe contra eles

Os estudantes da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) amanheceram nesta terça-feira (17) alertando a comunidade acadêmica contra a tentativa de impor uma eleição sem paridade de votos entre alunos, técnicos e professores, para a escolha do próximo reitor da instituição. Para isso, o conselho está propondo que os votos na reunião que vai deliberar sobre o tema, nesta quinta-feira, dia 19, seja feita através de voto secreto.

Segundo os estudantes, algumas emendas da minuta de resolução no CONSUNI que trata sobre a lista tríplice, que elegem o reitor e os diretores da UFERSA, propõem retirar a paridade do voto dos estudantes, colocando o peso do voto docente para 60%, enquanto 40% será dividido entre estudantes e técnicos-administrativos.

“Para além disto, eles estão propondo que a reunião na qual será votada a lista tríplice (que elege reitor e diretores) o voto dos conselheiros, representantes da comunidade acadêmica, seja secreto”, diz nota encaminhada pelos estudantes.

O Centro Acadêmico de Medicina Veterinária da Ufersa (CAVET) está convocando a todos os alunos para pressionar os integrantes do conselho, que pretendem promover a mudança no pleito, o que que consideram uma atitude antidemocrática. Está prevista para esta quarta-feira (18), véspera da reunião que buscará alterar a eleição, uma oficina para confecção de cartazes, às 15h, no Centro de Convivência do Campus Leste.

“É preciso derrotar todo golpismo que venha pela frente. Por isso, convocamos todos os e as estudantes a defenderem a paridade e o voto aberto dentro do CONSUNI”, acrescenta a nota emitida pela Cavet.

Por sua vez, a representante dos estudantes no Consuni, Ana Flávia Lira, explicou que espera que não apenas haja um respeito ao voto de todos da comunidade acadêmica, mas que o Consuni também possa representar os anseios de todos na hora de referendar a lista tríplice a ser enviada ao Ministério da Educação. “Precisamos manter a paridade e a estabilidade em nossa universidade”, contou.

Os estudantes preveem protestos durante a reunião do Consuni, que ocorrerá às 8h30, na sala de reuniões da Reitoria, nesta quinta-feira (19).

O Portal do RN tentou, por telefone, conversar com o reitor Arimateia Matos, sem êxito.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...