Mossoró

Estreia do Chuva de Bala emociona com homenagem a Antônio Francisco

Além de celebrar os 18 anos do espetáculo e os cem anos da Capela de São Vicente, esse ano o ponto alto do Chuva de Bala foi a homenagem aos 70 anos do cordelista mossoroense, Antônio Francisco.

Uma estreia cheia de celebrações, foi assim que o Chuva de Balas no País de Mossoró realizou sua primeira apresentação de 2019. Além de celebrar os 18 anos do espetáculo e os cem anos da Capela de São Vicente, esse ano o ponto alto do Chuva de Bala foi a homenagem aos 70 anos do cordelista mossoroense, Antônio Francisco.

Membro da Academia Brasileira de Cordel, Antônio Franscisco já foi homenageado em diversas cidades do país.  Esse ano, ele foi o grande homenageado da edição 2019 do espetáculo Chuva de Bala. “Eu já fui homenageado em muitas cidades, e na minha cidade, é ainda mais especial. Nasci aqui, me criei aqui, criei meus filhos. Então é um reconhecimento bonito, na minha cidade. E ainda mais eu estando vivo para ver. Fiquei emocionado em ver essa homenagem. Vim com toda a família toda assistir ao espetáculo”, se emocionou Antônio Francisco.

A Prefeita Rosalba Ciarlini assistiu à estreia do espetáculo ao lado do poeta mossoroense e frisou que a homenagem é mais do que justa. “Antônio Francisco é parte importante da cultura e da história de Mossoró, nada mais justo do que trazer sua obra em forma de homenagem num dos maiores espetáculos culturais de nossa cidade, que é o Chuva de Bala”, destacou a prefeita.

Todo o espetáculo se vestiu para homenagear o mossoroense. Já na abertura, os personagens do prólogo entraram vestidos com a camisa que o poeta costuma usar. Além disso, em outro ponto, foram apresentadas as capas dos livros de cordéis que Antônio Francisco escreveu. Um mosaico foi composto no centro do palco, formando a imagem do poeta e o narrador também trouxe trechos de textos do mossoroense.

O figurino foi todo construído dentro da temática de Antônio Francisco, com cores mais leves e mais colorido do que no ano passado. E a estante onde ficam os músicos traz os elementos de uma bodega sertaneja, também em homenagem a Antônio Francisco.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...