Estimativa

Estado poderá ter mais de 1 milhão de infectados

O Rio Grande do Norte poderá ter, no pico da pandemia da Covid-19 no Estado, mais de 1 milhão de infectados pelo novo coronavírus. A projeção é feita por estudiosos da Universidade Federal Rural do Semiárido (Ufersa).

Os resultados estimam o número de pessoas infectadas durante o processo epidêmico, que deve perdurar em torno de 90 dias, e, para tanto, foram utilizados como base os números apresentados entre os dias 12 de março a 8 de abril de 2020.

É importante ponderar, no entanto, o curso rápido da pandemia e o baixo número de testes realizados no Brasil, o que dificulta a estimativa do real número de casos confirmados, conferindo o problema de subnotificação. Ainda assim, o levantamento fornece subsídios aos gestores do Estado e dos municípios quanto à dimensão do número de casos, alertando para a importância da testagem e do fornecimento de dados consistentes.

Resultados

Estimativa de infectados durante o processo epidêmico em Mossoró

A partir do modelo matemático do estudo, estima–se 36.000 pessoas infectadas pela Covid-19 em Mossoró durante o processo epidêmico. Quando considerado o conjunto dos 14 municípios da 2ª Região de Saúde do Rio Grande do Norte, composto pelas cidades de Apodi, Areia Branca, Augusto Severo, Baraúna, Caraúbas, Felipe Guerra, Grossos, Governador Dix-Sept Rosado, Janduís, Messias Targino, Mossoró, Serra do Mel, Tibau e Upanema, a estimativa aponta 78.988 pessoas infectadas.

Na VI Região de Saúde, que abrange os municípios de Água Nova, Alexandria, Almino Afonso, Antônio Martins, Coronel João Pessoa, Doutor Severiano, Encanto, Francisco Dantas, Frutuoso Gomes, Itaú, João Dias, José da Penha, Lucrécia, Luiz Gomes, Major Sales, Marcelino Vieira, Martins, Olho d’Água dos Borges, Paraná, Patu, Pau dos Ferros, Pilões, Portalegre, Rafael Fernandes, Rafael Godeiro, Riacho da Cruz, Riacho de Santana, Rodolfo Fernandes, São F. do Oeste, São Miguel, Severiano Melo, Tabuleiro Grande, Tenente Ananias, Umarizal e Viçosa, a simulação do modelo aponta uma estimativa de 47.884 pessoas infectadas.

Já na regional de Saúde envolvendo a capital Natal e a região metropolitana do estado, a Região VII, que também é a mais populosa com 1.357.366 pessoas, a simulação do modelo aponta uma estimativa de 922.093 pessoas infectadas ao longo do processo epidêmico.

Na VIII Região de Saúde do Estado, composta pelos municípios de Açu, Alto do Rodrigues, Angicos, Carnaubais, Fernando Pedroza, Ipanguaçu, Itajá, Paraú, Pendências, Porto do Mangue, São Rafael e Triunfo Potiguar, a simulação do modelo aponta uma estimativa de 25.414 pessoas infectadas.

Estimativa de infectados durante o processo epidêmico em Natal e Região Metropolitana.

Realidades variadas no RN

Em suas considerações, a Nota Técnica evidencia que há “uma variedade de realidades em todo o Estado”. É importante destacar que o espalhamento da Covid-19 leva em conta aspectos geográficos e a rotas de conexão intra e extra regional, dado que o vírus é espalhado pelo deslocamento das pessoas e mercadorias.

Os modelos matemáticos e as tomadas de medidas estratégicas devem levar em consideração esses dois fatores, de modo que “ampliar a testagem e descentralizar ações de atendimento terá mais eficiência a partir do uso deste tipo de modelagem como elemento estratégico”. O estudo é assinado pelos professores Walter Martins Rodrigues, Antonio Ronaldo Gomes Garcia, Jennifer do Vale Silva e Odacir Almeida Neves.

A Nota conclui que “algumas cidades-polo precisam de um isolamento ainda maior, de forma a reduzir a interiorização desse vírus e a sua dispersão pelo Estado”. Por fim, os pesquisadores alertam que a reação da “sociedade de cada região interfere decisivamente nos parâmetros ao longo do processo, o que altera as estimativas. De qualquer forma, é importante que as decisões tenham sempre um embasamento científico de alto nível, pois a direção apontada por especialistas permite um percurso menos traumático para a sociedade, em um ambiente complexo como este que envolve a realidade de lidar com uma pandemia”.

Números

5 recortes são considerados no Estudo, divididos por regionais de Saúde;
90 dias é o estimado para a duração do processo epidêmico;
36 mil pessoas devem ser infectadas pela Covid-19 em Mossoró;
922.093 pessoas infectadas na regional envolvendo Natal e a região metropolitana;
78.988 pessoas infectadas nos 14 municípios da 2ª Região de Saúde;
47.884 pessoas infectadas é a estimativa para a VI Região de Saúde;
25.414 pessoas infectadas na VIII Região de Saúde do Estado.

 

Acesse a Nota Técnica na íntegra.

 

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...