Entrevista

Conversa da Semana com Cledinilson Morais

O Secretário Municipal de Segurança Pública, Defesa Civil, Mobilidade Urbana e Trânsito, Cledinilson Morais, apesar de jovem, reúne em seu currículo profissional uma bagagem que lhe permite, com muita propriedade e conhecimento de causa, administrar uma das pastas mais exigidas do município de Mossoró. Cledinilson é 3° Sargento com 20 anos de serviços prestados à Polícia Militar do Rio Grande do Norte e já atuou em vários setores da corporação, como: CIOSP, ROCAM e serviço de inteligência da Polícia Ambiental. Esse currículo extenso, lhe rendeu a seleção para integrar a Força Nacional de segurança pública. Cledinilson é o entrevistado de hoje do quadro Conversa da Semana do Portal do RN, no qual ele fala da responsabilidade de ter sido escolhido pelo prefeito Allyson Bezerra para comandar a Segurança Pública Municipal, dos desafios encontrados, dos projetos a serem postos práticas e do desejo de fazer com que a sua administração à frente da pasta atenda as expectativas da população de Mossoró.


Por Sayonara Amorim

PORTAL DO RN – Apesar de ter a experiência de 20 anos de serviços prestados na área da segurança pública, essa é a primeira vez que assume um cargo administrativo com a responsabilidade de gerenciar uma secretaria que acumula várias atividades? E como está sendo pra você assumir esse cargo na gestão do prefeito Allyson Bezerra?

CLEDINILSON MORAIS – Está sendo um grande desafio e uma responsabilidade imensa. Mas o que mais me motiva é saber que tenho a oportunidade de poder fazer um trabalho dentro da minha área, que é a segurança pública, na minha cidade. Mas também tenho a consciência que esta é uma pasta bastante complexa que envolve vários setores, em especial a segurança que é um setor que está sempre entre as maiores reivindicações da população, perdendo apenas para a saúde. Mas para mim está sendo uma experiência fantástica e eu me identifiquei muito com a secretaria, tendo em vista eu já atuar na área da segurança pública e eu pretendo deixar um legado de melhoria neste setor em nossa cidade.

PRN – Ao assumir o comando municipal da Segurança Pública, qual foi a principal dificuldade encontrada?

CLEDINILSON MORAIS – Logo no início da gestão, assim que assumimos, identificamos um grave problema que foi a falta de viaturas que inviabilizava a atuação do efetivo. Encontramos muitos carros sucateados e completamente sem condições de uso, então já começamos tentando solucionar este problema.  E na semana passada conseguimos renovar toda a frota com 50% de viaturas novas e 50% seminovas. Com este problema solucionado a secretaria terá condições de desenvolver os demais projetos que temos para colocar em prática ao longo da gestão. Somente agora conseguimos cumprir essa etapa porque devido a pandemia muitas fábricas de automóveis não tiveram condições de entregar as encomendas dentro do prazo solicitado. Porém, com a frota renovada vamos ter condição de prestar um serviço de qualidade a população de Mossoró.

Nós entendemos que a Guarda Civil pode exercer um papel mais efetivo.

PRN – Com a nova gestão e a renovação da frota de veículos, a população pode dizer que passa a contar com um serviço mais efetivo por parte da Secretaria de Segurança Pública?

CLEDINILSON MORAIS – A partir do momento que conseguimos adequar toda a frota, também realizamos um trabalho de readequação de todo o serviço da Guarda Civil Municipal, que antes se limitava aos serviços de preservação do património público. Nós entendemos que a Guarda Civil pode exercer um papel mais efetivo e hoje, a partir de um projeto que incluiu treinamento, a nossa Guarda Civil está atuando junto as demais forças de segurança, levando mais um serviço para a população de Mossoró, inclusivo, podemos citar a atuação efetiva da Patrulha Maria da Penha, um serviço que vem ganhando cada vez mais apoio dos mossoroenses, em especial das mulheres vítimas de violência doméstica.

PRN – Com relação ao serviço desenvolvido pela Patrulha Maria da Penha, que tem como objetivo atuar diretamente junto as pessoas vítimas de violência doméstica, como você descreveria a importância desse serviço para a população de Mossoró?

CLEDINILSON MORAIS – O projeto Maria da Penha que é um departamento da Guarda Civil de Mossoró, eu considero como um serviço essencial. É um trabalho específico que tem como objetivo combater e amparar as vítimas de violência doméstica, na maioria dos casos, mulheres que sofrem agressões, e esse trabalho vem sendo muito bem aceito e já estamos colhendo bons resultados. Atualmente nós temos duas viaturas específicas somente para este serviço onde a maior parte do efetivo é composto por guardas mulheres, o que facilita a abordagem nos locais, visto que as vítimas se sentem mais à vontade para expor suas situações para uma guarda mulher. O trabalho da Patrulha Maria da Penha acontece em parceria com o juizado e desde o início, dezembro do ano passado, nós já conseguimos atender a mais de 120 vítimas que solicitaram os serviços da patrulha. Esse é um trabalho que vem sendo muito bem recebido e aceito pela população.

PRN – O efetivo atual da Guarda Civil de Mossoró é suficiente para atender a demanda do município, levando em conta que os serviços se estenderam a atuação direta junto as demais forças de segurança?

CLEDINILSON MORAIS – O nosso efetivo atual é de 287 guardas civis municipais entre homens e mulheres. Pode parecer um número alto, mas se levarmos em conta os serviços prestados pela Guarda Civil Municipal, e quando organizamos as escalas de serviços, o efetivo ainda requer um número maior de pessoal. A Segurança Pública é um setor que sempre vai exigir investimentos e futuramente é pensado um aumento do nosso efetivo para que possamos continuar prestando um bom serviço para os mossoroenses.

PRN – Com a nova gestão e os investimentos feitos no setor de segurança pública, em específico na Guarda Civil Municipal, como estão os números da violência? Houve registro de queda neste período em Mossoró?

CLEDINILSON MORAIS – Houve sim, não é um número muito expressivo, mas observamos uma queda, de acordo com os números fornecidos pela Secretaria de Segurança Pública do Estado, onde observamos uma redução no número de homicídios, furtos e roubos em comparação ao mesmo período do ano passado. Por outro lado, tivemos o registro de aumento em outros tipos de crimes que tiveram um crescimento durante a pandemia, como perturbação do sossego. Esse é um tipo de crime que estamos recebendo um número muito alto de denúncias. Mas com relação aos crimes de roubo, furtos e homicídios tivemos sim, uma pequena redução, nada para se comemorar ainda, mas registramos um número menor desses crimes na nossa cidade.

PRN – O serviço de fiscalização no trânsito também passou por modificações nesta nova gestão?

CLEDINILSON MORAIS – Sim. Nós fizemos uma readequação também no efetivo do trânsito e com o novo sistema de trabalho nós temos mais viaturas atuando nas ruas no período diurno. Antes os serviços se concentravam mais a noite, mas entendemos que é durante o dia que o fluxo de veículos é maior e que o serviço deve acontecer de forma mais efetiva por parte dos agentes de Trânsito de Mossoró. Atualmente nós estamos com seis viaturas diárias realocados por setores na cidade para atender a demanda na cidade.

Nós já identificamos muitos problemas, estamos realizando simulações em vários pontos da cidade.

PRN – Uma das reclamações da população de Mossoró é com relação a falta de sinalização na cidade, o que está sendo feito pela secretaria para solucionar os problemas existentes neste setor?

CLEDINILSON MORAIS – Nós temos um departamento de engenharia de tráfego aqui em nossa secretaria que está fazendo um levantamento para que possamos identificar quais locais necessitam de sinalização ou de melhorias para que possamos resolver. Nós já identificamos muitos problemas, estamos realizando simulações em vários pontos da cidade e estamos em fase de recebimento de materiais que serão utilizados na sinalização da cidade como tintas, placas, entre outros. Quando nos assumimos a secretaria não tinha nada de material para ser usado na sinalização, mas já realizamos a compra e estamos aguardando a chegada desses materiais.

PRN – No setor de trânsito, que tipo de infração ocorre com maior frequência e apresenta o maior número de registros na secretaria?

CLEDINILSON MORAIS – Nós temos muitos casos com muitos registros como: estacionamento em local proibido, uso de celular ao volante, estacionar em fila dupla, são as mais frequentes. A secretaria dispõe de vários canais de atendimento que a população pode solicitar nossos serviços: Guarda Municipal (153); Agentes de Trânsito (156) e Defesa Civil (199). Além dos atendimentos por telefone, nós também temos o atendimento ao público, onde a população pode fazer a solicitação de carteira do idoso, cartão de estacionamento para deficientes, serviços de recursos de multa e solicitação de acesso para cadeirantes.

PRN – Secretário, fique à vontade para fazer suas considerações finais

CLEDINILSON MORAIS – O nosso trabalho está só começando, mas já temos várias ações da secretaria, tanto no setor de segurança, como na defesa civil e mobilidade urbana, inclusive estamos desenvolvendo o projeto Mossoró Mobilidade que dá oportunidade a população de participar opinando sobre as necessidades de sua rua, de seu bairro visando uma melhoria do trânsito. Portanto, pedimos a população de Mossoró que continue participando e contribuindo com a melhoria de nossa cidade, por que o nosso desejo é contribuir para a melhoria na qualidade de vida dos mossoroenses.

 

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...