Entrevista

Conversa da semana com Alan Silveira

Um prefeito que se tornou fenômeno de votos. É apontado como referência em administração pública e que vem colocando o município de Apodi em evidência no cenário estadual. Quando o assunto é harmonia entre poder público e povo, o prefeito é citado como exemplo. Alan Jefferson da Silveira Pinto, 34 anos, apesar da aparência jovem, vem demonstrando muita maturidade política e escrevendo sua história como um importante e bem-sucedido gestor público. Na conversa da semana,  Alan fala dos desafios da sua segunda gestão e detalha como é administrar uma cidade em plena pandemia. Explica ainda como a sua gestão está conseguindo superar as dificuldades impostas pela maior crise sanitária que o Brasil já enfrentou nos últimos tempos.

Por Sayonara Amorim

PORTAL DO RN – Prefeito Alan, o sr. Foi reeleito com uma maioria histórica de votos em Apodi, para o seu segundo mandato. O que a população apodiense pode esperar dessa nova gestão?

AS – Eu fui reeleito com a maior votação da história política de Apodi, conseguimos eleger o maior número de vereadores na Câmara Municipal e também alcançamos a maior diferença de votos para o segundo colocado. Esse resultado histórico nas eleições reforça o nosso compromisso de aperfeiçoar a nossa gestão. No primeiro mandato firmamos o compromisso de fazer a administração municipal funcionar. Trazer obras e melhorias para Apodi. Nesse segundo mandato, vamos dar continuidade ao trabalho já iniciado com atenção especial aos problemas macros da cidade.

PRN – Quais problemas macros são esses que o município enfrenta e que o sr, se refere como sendo a prioridade da nova gestão?

AS  – O cemitério de Apodi, é um grande problema que ainda não conseguimos resolver é está dentro das nossas prioridades. Assim como o problema do lixo que precisamos encontrar uma solução viável para esse problema, entre outras obras que projetamos e ainda não foram concretizadas para garantir melhorias ao município.

PRN – O sr. detém maioria na Câmara Municipal, uma clara demonstração de força política, quais serão as principais frentes de atuação do seu grupo político em prol da cidade?

AS  – Na nossa primeira gestão nós começamos com minoria, contando apenas com cinco dos 13 vereadores, embora tenhamos conseguido terminar a gestão com a maioria. Nesse novo mandato, já temos o apoio da maioria dos vereadores, e sabemos que os poderes são independentes, porém contar com o apoio majoritário na câmara, nos garante sucesso na aprovação de projetos e isso é uma força importante na administração.

Nessa nova gestão já temos a construção do açougue, outra obra importante para município.

PRN – Qual a importância da responsabilidade fiscal para o município?

AS  – Principalmente nesse período de pandemia, quando as diversas receitas sofreram queda e os recursos de nível estadual e federal são reduzidos, precisamos ter a responsabilidade de administrar bem os recursos, para exatamente num momento como esse, o município ter como andar com suas próprias pernas. Sabemos da importância de gerenciar de forma responsável os recursos para garantir o andamento dos projetos, manter folha de pagamento em dia, entre outros. Por exemplo, na gestão passada conseguimos inaugurar com recursos próprios a feira livre que custou mais de um milhão de reais, essa obra vem gerando emprego e renda para a população de Apodi. Nessa nova gestão já temos a construção do açougue, outra obra importante para município. E entendemos que o município precisa ter sua autonomia e que possa andar com as próprias pernas.

PRN – Apesar de jovem, o sr. demonstra muita segurança em suas ações. De onde vem essa maturidade política?

AS  – Começa pela equipe. Tivemos o cuidado de montar nossa equipe com profissionais que possam responder pela sua pasta. Todo o secretariado de Apodi conta com profissionais de sua área e isso facilita o entendimento sobre os problemas enfrentados pelas população, assim como facilita chegar a uma solução. A nossa gestão sempre foi pautada para trazer melhorias para a cidade, por isso sabemos que é importante fazer o dever de casa. Planejar, buscar meios de realizar as obras com recursos próprios e não ficar somente esperando pelas verbas oficiais.

Nós vamos enxugar a folha, com essas exonerações e essa verba que seria destinada a pagamento dos servidores aposentados será investida em outra área.

PRN – O setor jurídico, juntamente com a Secretaria de Finanças e Administração emitiram um parecer orientando exonerar os servidores aposentados, mas que permaneçam ainda trabalhando vinculados ao município e recebendo proventos de forma ilegal. Qual é o posicionamento da prefeitura diante dessa situação?

AS – Nos temos uma lei municipal que prevê, que quando um servidor se aposenta, o cargo vira vacância, porém, nas administrações anteriores, o sistema vinha acontecendo de forma contrária a lei. Os servidores se aposentavam, mas continuavam trabalhando e recebendo  seus salários normais, recebiam o salário da aposentadoria mais o salário da prefeitura. Nós entendemos que é necessário fazer cumprir a lei e decidimos dar continuidade ao processo previsto na lei municipal que é exonerar os servidores aposentados e dar oportunidade a outros trabalhadores. Nós agradecemos a contribuição dada pelos trabalhadores a prefeitura, mas precisamos cumprir a lei. Nós vamos enxugar a folha, com essas exonerações e essa verba que seria destinada a pagamento dos servidores aposentados será investida em outra área.

PRN – Os servidores aprovados no último concurso realizado pelo município serão convocados?

AS  – O último concurso aqui no município tinha sido realizado em 2002. Nós fizemos um concurso em 2018 e já convocamos quase todos os aprovados. Precisamos parar a convocação poque durante a pandemia, ficamos impedidos de dar prosseguimento ao processo de convocação. Porém com a exoneração pretendemos chamar mais de 100 servidores que deverão ocupar os cargos que serão deixados pelos trabalhadores aposentados.

PRN – Existe previsão de realização de novos concursos para os próximos anos de seu mandato?

AS  – Nós acreditamos que com a conclusão desse processo de exoneração dos servidores aposentados, vai surgir a necessidade sim da realização de concursos para preenchimentos de cargos que ficarão vagos. Não sei se serão realizados nos próximos três anos de nossa gestão ou nas próximas gestões, mas certamente o município vai abrir espaço para novos concursos.

PRN – Com relação a infraestrutura, nesses sessenta dias de sua nova gestão quais tem sido as primeiras ações no município?

AS  – Essa nossa nova gestão está dando continuidade as ações que começamos na gestão anterior. Estamos fazendo algumas adaptações nas secretarias para tentar enxugar a folha e estamos também com 10 obras em andamento que inclui quadra de esportes, pavimentação asfáltica, paralelepípedo, escola, açougue, entre outras. Também nessa nova gestão já entregamos 11 novos veículos, para a área da saúde. E estamos reestruturando os projetos que começamos na gestão passada e vamos focar também na gestão de emprego e renda.

PRN – A limpeza urbana tem sido alvo de debates durante a sua primeira gestão. Como a secretaria responsável está se posicionando com relação a esse problema?

AS  – A coleta de lixo, retirada de garrancho, recolhimento de podas de árvores e roço de mato rasteiro, todos são serviços realizados pela prefeitura. Com o pessoal e maquinário. E felizmente, a cidade de Apodi tem crescido muito e o setor de coleta de lixo não está comportando a demanda. Estamos já em processo de licitação para contratar uma empresa terceirizada para poder atender as necessidades atuais da prefeitura. A nossa ideia é terceirizar a coleta e o roço do mato, o que vai desafogar a equipe da prefeitura para poder melhor atender aos anseios da população.

PRN – Em relação a pandemia da Covid-10, que medidas a curto, médio e longo prazo a prefeitura tem realizado?

AS  – Desde que foi decretada a pandemia no país, a um ano, que a prefeitura de Apodi vem trabalhando diariamente de segunda a domingo no combate a covid-19. Nos temos várias equipes de saúde prestando assistência contínua a população como a Ronda Quarentena que consta de equipes fazendo o acompanhamento dos pacientes que testaram positivo para covid em suas residências, nós temos dois centros covid mantidos pela prefeitura, uma na cidade e outro na zona rural, parceria com o Hospital Regional, estamos realizando a testagem da população, até o momento já conseguimos testar mais de 40% da população. E ainda o serviço de vigilância sanitária no comércio e uma equipe de inspeção que trabalha fazendo fiscalização e orientação da população para evitar aglomeração. O Município vem fazendo sua parte no controle da doença.

PRN – Foi divulgado na imprensa que os recursos do carnaval de Apodi seriam destinados para o setor de infraestrutura e saúde. Em que exatamente esses recursos foram ou serão investidos?

AS  – O carnaval de Apodi é reconhecido como o maior carnaval de rua do Rio Grande do Norte e ele é todo feito com recursos próprios. A prefeitura investe anualmente algo em torno de R$ 700.000 mil reais. Esses recursos são usados para cobrir despesas com bandas, estrutura física, entre outras coisas. Porém, esse valor, a prefeitura leva alguns meses para arrecadar e juntar para então poder investir. E nós estamos ainda no processo de arrecadação desses valores que seriam utilizados no carnaval para poder remanejar para o financiamento de alguma obra na área da saúde ou de infraestrutura aqui do município.

Nessa nossa nova gestão nós acordamos que a cada ano vamos priorizar um setor diferente. Para este ano, Walter já sinalizou positivo para a realização do projeto de construção de pontes metálicas.

PRN – A relação da gestão com a bancada federal, em especial como o deputado Walter Alves (MDB), trouxe o empenho de emendas parlamentares para Apodi? Quais serão as próximas solicitações feitas pelo município?

AS  – Não somente o deputado Walter Alves, mas conseguimos trazer recursos federais através de muitos outros deputados. Porém, Walter anualmente, tem feito investimentos significativos para Apodi. Várias emendas nas áreas de infraestrutura foram conseguidas através dele. Nós sempre pleiteamos com outros parlamentares, mas Walter tem sido um parceiro desde a nossa primeira gestão. Entre as obras estão; investimento de mais de um milhão na área da saúde, pavimentação asfáltica, tratores, investimentos no setor turístico entre outras obras. Nessa nossa nova gestão nós acordamos que a cada ano vamos priorizar um setor diferente. Para este ano, Walter já sinalizou positivo para a realização do projeto de construção de pontes metálicas. E para os próximos anos vamos conversando para ver qual o setor a receber investimento.

PRN – O Centro Obstétrico Albaniza Diógenes (COMAD) realizou, e pouco mais de dois anos, quase 500 partos entre cesarianas e naturais. Quais tem sido os esforços da gestão para manter a qualidade no atendimento e assistência as gestantes, parturientes e recém-nascidos?

AS  – Apodi é um dos poucos municípios no estado a contar com um Centro Obstétrico municipal totalmente equipado para atender as suas gestantes. A nossa estrutura funciona em parceria com o Hospital Regional e além de toda estrutura física necessária, incluindo espaço físico e equipamentos, a unidade conta com uma equipe composta por ginecologista, obstetra, anestesista, pediatra, enfermeiros, técnico de enfermagem, ambulância. Quando nós assumimos na primeira gestão, esse atendimento as gestantes, era feito em parceria com uma maternidade de Apodi, porém essa parceria precisou ser finalizada e decidimos assumir a maternidade e manter o serviço bancado pelo município.

PRN – Prefeito, fique à vontade para fazer suas considerações finais

AS  – Eu quero agradecer ao portal pelo espaço onde estamos tendo a oportunidade de esclarecer alguns aspectos do nosso município referente a nossa administração. E eu fico feliz em poder falar um pouco sobre nossas ações e do trabalho que estamos realizando em um segundo mandato como gestor. O nosso trabalho, desde o início, começa pelo diálogo. A população de Apodi sabe que pode contar com um gestor que está todo dia na prefeitura para ouvir os anseios da população. Temos uma equipe que também foi montada com essa responsabilidade de ouvir os problemas da população e trabalhar para tentar resolvê-los.

 

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...