Transferência

Beira-Mar ficará na mesma cadeia de Adélio Bispo

Transferência faz parte da rotina do sistema penitenciário federal, já que a permanência de um preso nas unidades federais é de dois anos, com a renovação de mais um ano

O traficante Fernandinho Beira-Mar, que estava no presídio federal de Mossoró, na região Oeste potiguar, foi transferido nesta quinta-feira (19) para a Penitenciária Federal de Campo Grande (MS).

Segundo o Ministério da Justiça, a transferência faz parte da rotina do sistema penitenciário federal, já que a permanência de um preso nas unidades federais é de dois anos, com a renovação de mais um ano.

Essa é a segunda vez que Beira-Mar vai cumprir pena no presídio federal de Campo Grande. Ele esteve preso na unidade entre 25 de dezembro de 2007, quando veio de Catanduvas (PR), e ficou até 18 de dezembro de 2010, quando voltou para a penitenciária paranaense.

Quem também cumpre pena na unidade é Adélio Bispo de Oliveira, que está preso desde setembro do ano passado por esfaquear o presidente Jair Bolsonaro, durante sua campanha em Juiz de Fora, Minas Gerais.

Notícias semelhantes