Sul-Americana

Atlético e Junior Barranquilla querem fazer história na Sul-Americana

Tanto o Furacão, quanto o adversário, buscam o primeiro título internacional na disputa que começa nesta quarta (5), em Barranquilla

As atenções do futebol sul-americano estão voltadas para Barranquilla. Atlético e Junior Barranquilla iniciam amanhã, às 22h45, no estádio Roberto Meléndez, na Colômbia, a decisão do título da Copa Sul-Americana. Dois times que, nos últimos anos, ganharam notoriedade dentro dos seus países, mas que buscam essa afirmação no cenário internacional. Para o Furacão, a conquista inédita vai colocar o clube de novo na disputa da Libertadores.

O Atlético chegou em Barranquilla ontem à noite. Desembarcou horas depois de o torcedor atleticano fazer uma grande festa no Aeroporto Afonso Pena. “Despedida” digna de um time que deu a volta por cima nesta temporada e está cada vez mais perto de conquistar o primeiro título internacional da sua história.

Não foi apenas na saída da delegação que o torcedor do Atlético marcou presença. Em menor número, claro, os torcedores rubro-negros que já chegaram em Barranquilla desde a noite do último domingo, recepcionaram a equipe na chegada ao hotel onde o grupo atleticano ficará concentrado. Motivação a mais para a equipe comandada pelo técnico Tiago Nunes seguir na luta para coroar a temporada de 2019.

Os jogadores do Atlético sabem do significado desse título para o clube. Sabem, sobretudo, da importância de colocar o nome do Furacão entre os campeões da América de 2018 e de fazer o Rubro-Negro voltar a disputar a Libertadores da América.

Do outro lado está o Junior Barranquilla, destaque do futebol local nesta temporada. Marcado por fazer grandes jogos dentro de casa, o time colombiano também busca mais notoriedade no cenário internacional. Por isso, a exemplo do Atlético, a equipe do Norte da Colômbia também vai levar para a finalíssima a obsessão pelo título da Sul-Americana.

Barranquilla, na verdade, está respirando a final da Copa Sul-Americana. A decisão está na boca do povo e nas páginas dos jornais. A torcida do Junior acredita que pode conseguir um grande resultado amanhã e levar alguma vantagem para a partida da volta, na semana que vem, na Arena da Baixada.

E não é pra menos. Ao mesmo tempo em que o Atlético melhorou seu desempenho como visitante e venceu quatro dos cinco jogos que fez fora de casa nesta Copa Sul-Americana, o Junior Barranquilla é quase imbatível quando joga no Roberto Meléndez. Em duelos pela Libertadores e pelo próprio torneio internacional, o time colombiano, em nove partidas, conseguiu sete vitórias, um empate e uma derrota.
Ingredientes de sobra para que Atlético e Junior protagonizem uma grande final de Copa Sul-Americana.

Ao Furacão, a missão é fazer do forte calor, da pressão da torcida e da força do adversário quando joga em casa como fatores motivacionais para conseguir levar para a Arena da Baixada um bom resultado e, quem sabe, encaminhar o título internacional.