Em Mossoró

Ampliação do sistema de videomonitoramento é aprovado

Projeto do vereador Cabo Tony Fernandes para auxiliar na segurança do município foi aprovado por unanimidade

Foi aprovado, por unanimidade, o projeto do vereador Cabo Tony Fernandes (Solidariedade) de ampliação do sistema de videomonitoramento em Mossoró. A aprovação aconteceu ontem, 28, durante a sessão remota na Câmara Municipal, ou seja, 15 dias após a apresentação feita aos parlamentares, também em sessão remota.

O projeto, segundo o vereador Tony Fernandes, é uma ampliação do sistema de videomonitoramento, já existente, através de parceria público-privada, com o fim de auxiliar na prevenção de crimes, investigação policial e contribuir na redução dos índices de violência no município.

A ampliação do sistema irá possibilitar que comerciantes, empresários e demais cidadãos compartilhem o circuito de câmeras privadas com captação de imagens em áreas públicas, numa interligação direta com as centrais de emergência da Guarda Civil ou Polícia Militar. Uma vez identificada a situação suspeita, uma viatura será encaminhada ao local para averiguação.

Com a aprovação na Câmara, o projeto segue agora para sanção do executivo. “Não obstante o dever dos entes governamentais, diante do atual cenário de violência em que nos encontramos, a parceria público-privada surge como alternativa viável para ampliar o raio de atuação das forças de segurança, monitorando vias de acesso aos bairros e avançando no tempo resposta em ocorrências no município”, explicou Tony.

O projeto de ampliação do sistema de videomonitoramento em Mossoró foi apresentado na Câmara de Vereadores local, pelo vereador Tony Fernandes, no dia 13 deste Mês, também em sessão remota. Segundo o autor, a criação do projeto surgiu de conversas mantidas junto a população, em especial com os comerciantes. “Com essa ampliação, as forças de segurança terão mais equipamentos para agirem de forma mais ágil e o trabalho de investigação também contará com uma ferramenta a mais para auxiliar na elucidação de crimes”, completou.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...