Sistema Eleitoral

Advogados do Reino Unido visitam o TSE para conhecer o sistema eleitoral brasileiro

O ministro Admar Gonzaga falou ao grupo sobre o sistema eletrônico de votação brasileiro. Os advogados britânicos estão no país desde a semana passada.

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Admar Gonzaga recebeu, na manhã desta segunda-feira (26), advogados do Reino Unido que estão no Brasil participando de um programa de intercâmbio da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Na ocasião, o ministro falou ao grupo sobre o sistema eletrônico de votação brasileiro. O coordenador de Tecnologia Eleitoral do TSE, Rafael Azevedo, por sua vez, explicou sobre a história da urna eletrônica e o seu funcionamento.

“Eu julgo da maior importância para a Justiça Eleitoral esse intercâmbio, porque a democracia no Brasil tem os seus problemas, todos os países do mundo tem seus problemas, e o curioso é que quando falamos sobre esse tema, acabamos sendo informados justamente de que os problemas de outros países são muitos parecidos com os nossos”, disse Admar Gonzaga.

Segundo o ministro, os advogados internacionais ficaram bem impressionados ao conhecer o sistema eletrônico de votação brasileiro. Para ele, “o sistema traz uma serenidade, uma confiança à população, pois é bastante rígido para não permitir que a consciência do eleitor seja ameaçada de alguma maneira e também para que os candidatos tenham igualdade de oportunidade”.

Os advogados britânicos estão no país desde a semana passada. O intercâmbio teve início em São Paulo, onde conheceram a sede da OAB paulista e foram recebidos em escritórios de advocacia da cidade. Nesta semana, vieram a Brasília conhecer o Conselho Federal da Ordem e os tribunais superiores.

A assessora de Relações Internacionais do Conselho Federal da OAB Maria Sthefania Marques contou que o advogados vieram ao Brasil para aprender mais sobre o sistema jurídico brasileiro. “Isso é importante pela troca de experiência, o network que eles fazem, conhecendo advogados daqui que atuam nas mesmas áreas. Então eu acredito que a parte mais importante é o aprofundamento de conhecimento sobre os sistemas jurídicos e dessa pareceria entre os advogados nos dois países”, afirmou a assessora da OAB.

TSE

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...