UTI

Taxa de ocupação de leitos no HRTM é de 80%

Dado reforça necessidade de isolamento social para evitar estrangulamento da capacidade da rede hospitalar

O avanço do coronavírus no Rio Grande do Norte e em Mossoró em trazido cada vez mais preocupação às autoridades potiguares. O aumento no número de novos casos da doença tem feito com que a capacidade da estrutura hospitalar pública vá diminuindo gradativamente.

Unidade de referência na região Oeste do Estado, o Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM), em Mossoró, está com 80% dos seus leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ocupados. Dos 10 leitos de UTI destinados para pacientes com Covid-19, oito estão ocupados. Além disso, há seis pacientes na Unidade de Pacientes Internados (UPI), setor destinada a pessoas com Covid-19 e que estão com quadro de saúde mais estável. Nessa unidade, a capacidade total é de sete leitos.

Os dados apontam para a necessidade de que as pessoas permaneçam em isolamento social pois há o risco de em breve não haver mais vagas em nenhuma das unidades citadas.

O HRTM notificou até agora 95 casos de pacientes com suspeita de contaminação pelo novo coronavírus, dos quais 43 foram descartados. A unidade teve 34 foram confirmados confirmados da doença, dos quais 6 pacientes vieram a óbito e 15 já tiveram alta.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...