Levantamento

Seridó concentra mais de 60% dos casos de Covid-19 entre apenados

Presídio Estadual do Seridó também tem o maior número de presos com suspeita de infecção pelo novo coronavírus

É no Presídio Estadual do Seridó, localizado na cidade de Caicó, que se concentra o maior número de presos acometidos pela Covid-19 do Rio Grande do Norte. Dos 56 casos confirmados da doença entre a população carcerária potiguar, nada menos que 36 (64,28%) são de apenados que cumprem pena naquela penitenciária.

Os presos do Presídio Estadual do Seridó também lideram os casos de suspeita de contaminação pelo novo coronavírus. Há 49 apenados com suspeita de ter contraído a doença de um total de 100 nessa situação em todo o sistema prisional do Estado.

Os casos confirmados de Covid-19 entre a população carcerária do Rio Grande do Norte estão concentrados nas seguintes unidades prisionais: Cadeia Pública de Caraúbas (4), Cadeia Pública Dinorá Simas Lima Deodato (1), Central de Recebimento e Triagem (9), Complexo Penal Estadual Agrícola Dr. Mário Negócio (1), Penitenciária Estadual de Parnamirim (3), Penitenciária Estadual Dr. Rogério Coutinho Madruga (2) e Penitenciária Estadual do Seridó (36).

Já os apenados com suspeita de contaminação estão nos seguintes presídios: Penitenciária Estadual Dr. Francisco Nogueira Fernandes – Alcaçuz (2), Cadeia Pública de Mossoró (5), Cadeia Pública Dinorá Simas Lima Deodato (1), Central de Recebimento e Triagem (5), Centro de Detenção Provisória de Parnamirim Feminino (1), Penitenciária Estadual de Parnamirim (37) e Penitenciária Estadual do Seridó (49).

Os dados são da Secretaria de Estado da Administração Penitenciária do Rio Grande do Norte e apontam ainda que há 14 casos confirmados de Covid-19 entre os servidores, além de ter outros 17 deles com suspeita de infecção. O levantamento do órgão  revela que 79 servidores do grupo de risco estão em situação de teletrabalho por conta da pandemia da Covid-19.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...