Sem apoio

Rosalba nega ajuda aos artistas da cidade durante pandemia

Lei estabelecendo remanejamento de verbas do Mossoró Cidade Junina para os profissionais da arte foi vetado pela prefeita

A prefeita Rosalba Ciarlini (PP) vetou o Projeto de Lei Ordinária Substitutivo 6/2020, de autoria do vereador Gilberto Diógenes (PT), que estabelecia o remanejamento de 10% dos recursos que seriam aplicados em eventos do Mossoró Cidade Junina, (Cidadela e Chuva de Bala no País de Mossoró) para socorrer os artistas mossoroenses neste período de pandemia.

O projeto foi aprovado em 9 de junho e, ontem, a prefeitura encaminhou à Câmara Municipal com data de 1º de julho. No ofício ao Legislativo, a prefeita não justificou porque não sancionou a matéria.

Mesmo com recursos do Mossoró Cidade Junina alocados e ainda com a previsão de receber quase R$ 2 milhões da Lei Aldir Blanc, a gestão Rosalba Ciarlini não pretende apoiar os artistas mossoroenses, muitos passando dificuldades e sobrevivendo da ajuda de amigos e familiares.

Segundo Gilberto Diógenes o montante orçado total para o MCJ corresponde ao montante de R$ 4 milhões e 142 mil; Chuva de Bala e Cidadela, a rubrica de R$ 215 mil e 500,00, totaliza o valor de R$ 4 milhões e 357 mil para ações e políticas públicas voltadas para a cultura local.

Ele explica que a proposta é de que 10% do total orçado para o Mossoró Cidade Junina, Chuva de Bala no País de Mossoró e Cidadela sejam direcionados aos artistas. “Cumpre destacar a defesa da destinação do percentual restante de 90% para ações de saúde de combate ao Covid-19”, frisa.

O veto será submetido à votação no plenário da Câmara Municipal. Os vereadores poderão mantê-lo ou derrubá-lo. Com a prefeita tem maioria no parlamento, a expectativa é que seja mantido.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...